(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Carona

Boa Prosa Comentários 16 de julho de 2010

Uma prática comum entre os garotos e adolescentes nos anos 60 e 70 em Anápolis era entrar, escondido, nos vagões de passageiros do trem de ferro que saía da Praça “Americano do Brasil” e descer na estação de “Engenheiro Castilhos”, onde fica, hoje, o Galpão da Faiana.


Uma prática comum entre os garotos e adolescentes nos anos 60 e 70 em Anápolis era entrar, escondido, nos vagões de passageiros do trem de ferro que saía da Praça “Americano do Brasil” e descer na estação de “Engenheiro Castilhos”, onde fica, hoje, o Galpão da Faiana. Eram adoráveis minutos a bordo das composições, mesmo que, depois, o caminho de volta fosse feito à pé, geralmente à noite. Mas, ninguém, absolutamente, se importava com isso.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Boa Prosa