(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Caracal promete início da produção em Anápolis para daqui a um ano

Industria Comentários 12 de abril de 2017

Multinacional anunciou investimento de R$ 100 milhões na planta da filial no Brasil, que ficará sediada no Distrito Agro Industrial de Anápolis - DAIA. Implantação da fábrica trouxe novo ânimo para a economia regional


Após um longo jejum, finalmente, mais um grande projeto industrial foi anunciado para Anápolis. A multinacional Caracal, cuja matriz fica em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, planeja investir cerca de R$ 100 milhões, na etapa inicial, para a implantação da Caracal Brasil, cuja planta ficará localizada no Distrito Agro Industrial de Anápolis - DAIA. A previsão é de que sejam gerados cerca de 600 empregos diretos e outros 600 indiretos.
O grupo, que atua na fabricação de armas, está, hoje, também nos Estados Unidos, na Alemanha e na África. O CEO da Caracal Internacional LLC, Hamad Salem Al Ameri, disse em seu pronunciamento, durante o evento, que contou com a presença do Governador Marconi Perillo e de dezenas de autoridades políticas, classistas e militares, que o objetivo da Caracal Brasil será atender o mercado da América Latina.
O sócio brasileiro no empreendimento, Augusto Delgado Júnior, afirmou que a vinda da Caracal vai redefinir a segurança nacional, em relação à indústria bélica e que a Caracal deve atrair outros investimentos dentro de sua cadeia produtiva. O, também, sócio da Caracal Brasil, Paulo Humberto Barbosa, informou que a estimativa é produzir, na planta de Anápolis, em torno de duas a três mil pistolas. No entanto, ele observou que este número é variável, porque neste mercado, trabalha-se, sempre, já com uma demanda definida.
O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, disse que a empresa vai contribuir não só na geração de emprego e renda, mas, também, no fortalecimento da balança comercial de Goiás.
O Deputado Federal Alexandre Baldy pontuou que a instalação da Caracal no Brasil vai ser um passo importante para acabar com o monopólio no segmento, por parte da empresa Taurus. O Deputado Jovair Arantes, também, classificou a vinda da Caracal para Goiás como uma importante conquista.
O Prefeito Roberto Naves disse que a chegada da referida empresa coincidiu com a passagem dos 100 primeiros dias de seu governo. O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Vander Lúcio Barbosa, num rápido contato com o CEO da Caracal International, Hamad Salem, colocou a estrutura da Prefeitura à disposição para resolver o que for necessário, em relação à competência do Município.
Balança comercial
Em seu discurso, o Governador Marconi Perillo ressaltou que fez questão de conhecer, in loco, a Caracal, durante a missão internacional aos Emirados Árabes. “Saí de lá entusiasmado e confiante”, frisou, acrescentando, que desde o ano passado, o Governo vem trabalhando nas negociações que culminaram com o lançamento do empreendimento. “A Caracal chega para nos ajudar a criar mais empregos, renda e agregar valores à nossa economia”, disse o Governador, informando que no primeiro trimestre do ano, Goiás bateu todos os recordes em relação à balança comercial, com mais de US$ 500 milhões de superávit. As exportações, no período, bateram à casa de US$ 1,8 bilhão. “Neste ritmo, devemos chegar ao final do ano na casa de US$ 8 bilhões”, comemorou, afirmando que a Caracal, também, vai ajudar a fortalecer a balança comercial goiana.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Industria

Produção teve maior avanço em novembro de 2017

12/01/2018

A produção industrial goiana avançou 17,0% em relação a novembro de 2016, na série com ajustes sazonais. No Brasil, hou...

DAIA é um dos principais marcos da industrialização em Goiás

28/07/2017

No dia 09 de novembro de 1976, com as presenças do então Governador de Goiás, Irapuan Costa Júnior e do então Presidente...

Produção de medicamentos “salva” queda no indicador

13/07/2017

A produção industrial goiana, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) teve um...

Teuto volta para o controle de sócios brasileiros

06/07/2017

O Laboratório Teuto volta ao controle integral de sócios brasileiros, notamente, a família Melo, que constituiu o empreend...