(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Candidatos: Lei eleitoral proíbe prisão

Geral Comentários 01 de outubro de 2010

Desde o último dia 28, nenhum eleitor pode ser preso ou detido, a não ser em casos de flagrante, desrespeito a salvo-conduto, prática de crimes inafiançáveis como tortura, tráfico de drogas e crimes hediondos, ou que já tenham mandado de prisão expedidos pela Justiça


Desde o último dia 28, nenhum eleitor pode ser preso ou detido, a não ser em casos de flagrante, desrespeito a salvo-conduto, prática de crimes inafiançáveis como tortura, tráfico de drogas e crimes hediondos, ou que já tenham mandado de prisão expedidos pela Justiça. A determinação prevista no Código Eleitoral está em vigor desde ontem e será válida até a próxima terça-feira, dia 5, 48 horas após as eleições. A lei também proíbe a prisão de candidatos, membros da mesa na sessão eleitoral e fiscais de partido, a não ser em casos de flagrante delito e com a análise do juiz competente para verificar a legalidade do ato.

Autor(a): Das Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...