(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Campanha visa atualização do cartão de vacina das crianças

Saúde Comentários 16 de agosto de 2012

Dia D acontecerá neste sábado,18, em todas as unidades de saúde do município. Durante a campanha, será também oferecida a nova vacina pentavalente


A Secretaria Municipal de Saúde promove neste sábado, 18, o Dia D da Campanha de Atualização do Cartão de Vacina da Criança. A ação será realizada das 8 às 17 horas, em todas as unidades de saúde do município.
A Campanha acontece no período de 18 a 24 de agosto com o objetivo de oferecer todas as vacinas para as crianças de 0 e 5 anos. Neste período, os pais devem levar seus filhos ao posto de saúde mais próximo, onde o cartão de vacinação de cada criança será analisado separadamente, para que elas recebam a imunização que precisam. Além disso, a partir desta data, as crianças contarão com duas novas vacinas recentemente disponibilizadas pelo Ministério da Saúde: a Pentavalente e a Poliomielite Inativada. A vacina Pentavalente substituirá a tetravalente. Esta incorpora, em uma só, as vacinas contra Difteria, Coqueluche, Tétano, HiB e HepatiteB.
A vacina de Poliomielite Inativada, que é injetável, deve ser aplicada aos dois e aos quatro meses de vida da criança e tem o intuito de complementar a “gotinha”. De acordo com o infectologista Marcelo Daher, a vacina Pentavalente visa facilitar a aplicação da dose contra a Hepatite B. Ele explica também que a imunização com a Poliomielite Inativada é realizada nas crianças que começam seu calendário vacinal.
O infectologista acrescenta que esta nova vacina, a Poliomielite Inativada, tem por objetivo atender uma recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). “No momento em que o Brasil vive de controle da doença, é importante que a Poliomielite Inativada seja introduzida para reforçar a dose recebida na gotinha”, diz Marcelo Daher.

Pentavalente
A vacina pentavalente é injetável e reúne em uma única aplicação a proteção de duas vacinas distintas, a tetravalente - que deixa de ser ofertada e protege contra difteria, tétano, coqueluche e Haemophilus influenzae tipo b (meningite e outras doenças bacterianas) - e a vacina contra a hepatite B.
O imunizante será administrado aos dois, aos quatro e aos seis meses de vida. Além desta vacina, a criança manterá os dois reforços com a DTP. O primeiro reforço deverá ser administrado aos 12 meses e o segundo aos quatro anos. Os recém-nascidos continuam a receber a primeira dose da vacina hepatite B nas primeiras 24 horas de vida, preferencialmente nas 12 horas, para prevenir a transmissão vertical. A vacina hepatite B também ficará disponível a outras crianças que já tinham esquema completo para tetravalente,mas não tinham para a hepatite B.
Segundo o Ministério da Saúde, foram adquiridas mais de oito milhões de vacinas que serão repassadas aos governos estaduais e ao Distrito Federal. Na primeira remessa, serão 726 mil doses para abastecer todo o Brasil.

Pólio inaditivada
A partir de agora, as crianças que nunca foram imunizadas contra a paralisia infantil, irão tomar a primeira dose aos dois meses e a segunda aos quatro meses, com a vacina poliomielite inativada, de forma injetável. Já a terceira dose (aos seis meses), e o reforço (aos quinze meses) continuam com a vacina oral, ou seja, as duas gotinhas.
Enquanto a pólio não for erradicada no mundo, o Ministério da Saúde continuará a utilizar a vacina oral poliomielite (VOP), pois ainda existem três países (Nigéria, Afeganistão e Paquistão) endêmicos para a doença. O Brasil já está se preparando para utilizar, apenas, a vacina inativada quando ocorrer a erradicação da doença no mundo. A VIP será incluída na pentavalente junto com a vacina meningocócica C (conjugada) transformando-se na vacina heptavalente. Os laboratórios Bio-Manguinhos, Butantan e Fundação Ezequiel Dias (FUNED) estão desenvolvendo este projeto. A previsão é que a vacina heptavalente esteja disponível no Programa Nacional de Imunizações daqui a quatro ou cinco anos.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Cirurgias pediátricas tem fila de espera reduzida

18/08/2017

Já medicado, o garoto J.B.N., 4, demonstrava tranquilidade, ao entrar no centro cirúrgico do Hospital Evangélico, para rea...

Goiás ocupa a terceira posição no ranking nacional em transplante de córneas

18/08/2017

Em Goiás, são realizados transplantes de córneas, rins, coração e medula óssea, sendo que o de córneas é o mais comum...

Franquia Oral Sin se instala em Anápolis

10/08/2017

Acaba de chegar em Anápolis a primeira franquia Oral Sin Implantes. O empresário e odontólogo Leonardo Lara recebe convida...

Município deve receber mais recursos para medicamentos

03/08/2017

Definido no último dia 31 de março, o fechamento das unidades próprias do programa Farmácia Popular deve otimizar a utili...