(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Campanha de combate ao mosquito da dengue nos bairros

Saúde Comentários 20 de dezembro de 2018

Jardim Esperança foi a primeira região a ser atacada para o controle do Aedes aegypti


O Dia D da campanha Anápolis contra a Dengue aconteceu nesta quinta-feira, 20, , no Jardim Esperança, simbolizando o início de um trabalho das autoridades de saúde do município e da população para manter controlada a incidência da doença na cidade.
No ano passado, o prefeito Roberto Naves chamou a sociedade civil organizada – igrejas, escolas, militares e clubes de serviço – para ajudar na luta contra o mosquito Aedes aegypti e o trabalho deu resultado: o número de casos de dengue caiu 83% em relação a 2016.
A meta é tentar baixar ainda mais esse índice. A eliminação dos focos do mosquito representa não só a diminuição da dengue, mas também da chikungunya e febre zika, as outras duas doenças transmitidas pelo mosquito.
O Dia D no Jardim Esperança começou com um ato em frente à Escola Betesda, na Rua Divino Pai Eterno. De lá partiram em visitas residenciais cerca de 40 agentes de endemia. O lixo retirado dos quintais das famílias foram recolhidos pela Prefeitura. Também foi executada a limpeza de áreas.
O Jardim Esperança foi escolhido para receber o primeiro mutirão pelo fato de ser a localidade na cidade com mais infestações do mosquito da dengue.
“Além de procura e eliminar focos do mosquito, os agentes também prestaram orientações aos moradores da região, sobre os cuidados que devem ser tomados, a fim de se evitar o surgimento de focos e a proliferação do Aedes aegypti”, destacou secretário municipal de Saúde, Lucas Leite.
Mobilização
No dia 23 de novembro o prefeito Roberto Naves se reuniu com representantes das igrejas, militares, organizações civis e lideranças políticas para pedir apoio na luta contra a dengue. “A participação de todos vocês, e das instituições que representam, é fundamental para o êxito dessa campanha”, reforçou na ocasião.
Desde o dia 15 de outubro, os agentes de endemias estão nas ruas visitando as casas dos anapolinos. Neste ano, eles ganharam reforço com o auxílio dos agentes comunitários de saúde, que atuam em suas áreas de cobertura. Somando, são mais de 700 profissionais da Secretaria Municipal de Saúde, e 20 da Ala 2 (antiga Base Aérea) em atuação contra o mosquito Aedes aegypti.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Nova unidade atenderá a cerca de 7 mil pessoas na Região Oeste de Anápolis

15/03/2019

Um espaço próprio que acabou de ser construído vai dar lugar a dois postos que funcionavam em locais alugados e precários...

Mitos e verdades sobre a enxaqueca

15/03/2019

Dor de cabeça forte, enjoo e sensibilidade à luz e ao barulho. Esses são os principais sintomas da enxaqueca, doença neur...

Aulas de Hiit são oferecidas gratuitamente em Anápolis

07/03/2019

São 30 minutos a 40 minutos de uma aula intensa: corrida, bicicleta, peso, abdominal. O céu é o limite para as variações...

Saúde intensifica ações de combate à dengue no Município

07/03/2019

De um lado, um batalhão formado por cerca de 400 agentes –250 comunitários de saúde e 150 de endemias. De outro, o Aedes...