(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Câmeras registram “flanelinha” e delegado em confronto

Violência Comentários 03 de julho de 2015

Flanelinha joga pedra no carro de um delegado aposentado que o atropela e diz agir em legitima defesa


Um rapaz que atua como vigia de carros- “flanelinha”- foi atropelado após apedrejar um carro na cidade de Anápolis. O caso aconteceu na última sexta-feira (26/6) e todo o episódio foi registrado por uma câmera de segurança da Prefeitura instalada próximo ao local. O fato teve ampla repercussão durante a semana, nas redes sociais. De acordo com o titular do 1º Distrito Policial (DP) da cidade, delegado Daniel Nunes Guimarães, o condutor do carro, o delegado aposentado Valdir Palhano, teria se negado a dar dinheiro ao “flanelinha”, uma vez que já havia pago o estacionamento rotativo.


Nas cenas capturadas pelas câmeras de vídeomonitoramento, o rapaz joga pedras no carro duas vezes. Depois, vira de costas e se abaixa para pegar mais pedras. É quando o motorista acelera e atropela o guardador. A PM e os Bombeiros chegaram em seguida e levaram a vítima para o hospital com o pé quebrado.


O “flanelinha” é Antônio Francisco da Silva. O motorista saiu do local direto para a delegacia e registrou um boletim de ocorrência contra o rapaz, que. foi autuado por dano qualificado, pagou fiança e foi liberado.


Mas o caso não para por aí: a conduta do delegado, que dirigia o carro, também vai ser investigada pela polícia. “Se por acaso nós não virmos nenhum elemento de legítima defesa, praticado pelo doutor, nós podemos indiciá-lo por algum crime. Uma lesão corporal culposa e, em casos mais graves, até tentativa de homicídio”, afirmou o delegado Daniel Nunes.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Operação conjunta prende suspeitos de homicídios

10/08/2017

Operações realizadas pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil, de Anápolis e Luziânia, cumprir...

O que mudou 11 anos depois de aprovada a Lei “Maria da Penha

03/08/2017

Embora se admita que o sexo feminino tenha experimentado mais poderes na última década, a Lei Maria da Penha, que completar...

Índice de mortes violentas ainda assusta a população anapolina

28/07/2017

A aparente tranquilidade que vinha sendo registrada no que diz respeito aos crimes contra a vida, em Anápolis, foi interromp...

Vereador do PSDB alerta sobre onda de assaltos em farmácias

06/07/2017

Os proprietários e funcionários de farmácias de Anápolis vivem com medo com a frequência de assaltos nos estabelecimento...