(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Câmara recebe médico para falar sobre câncer de próstata

Saúde Comentários 14 de novembro de 2014

Rogério Pimentel, do Hospital Oncológico, destacou, no Legislativo, importância das ações preventivas contra a doença


O médico Rogério de Araújo Pimentel ocupou a tribuna da Câmara Municipal, na sessão ordinária da última terça-feira,11, para falar sobre câncer de próstata, dentro das ações do “Novembro Azul”, campanha de prevenção da doença. O assunto foi abordado no Legislativo por iniciativa do vereador Paulo de Lima (PDT). O médico Rogério de Araújo Pimentel faz parte do quadro de profissionais do Instituto Onco-Hematológico de Anápolis.
O profissional frisou principalmente a importância de se fazer o exame de toque digital, um dos principais tabus entre os homens. Segundo ele, o exame de sangue, o PSA, não é suficiente para um diagnóstico completo. “E descobrir no início é o principal fator para evitar complicações”, explicou Rogério de Araújo.
O médico enumerou alguns fatores de risco: ter parentes que já tenham tido a doença, idade avançada, obesidade, sedentarismo, entre outros. Os homens também precisam ficar atentos aos sintomas e procurar ajuda médica ao primeiro sinal de desconforto.
Ao final da apresentação, o Instituto Onco-Hematológico de Anápolis recebeu um Certificado de Honra ao Mérito da Câmara Municipal de Anápolis pelos serviços prestados à população. A unidade foi representada pela advogada Eline Rosa.

Prevenção
Uma dieta rica em fibras, frutas, legumes e com menos gordura de origem animal sempre acompanhado de pelo menos meio hora por dia dedicado a atividades físicas e muita água, são alguns dos hábitos para a prevenção do câncer de próstata. Homens com mais de 50 anos devem procurar um especialista para realizar os exames de rotina.

Tratamento
No caso do câncer de próstata, o tratamento pode ser escolha do médico e do paciente, levando em consideração qual será o mais adequado para ele. Mas como é uma doença complexa, os médicos podem ter diferentes opiniões em relação a qual tratamento seguir. Essa escolha deve levar em conta idade, expectativa de vida, estado de saúde, grau da doença, probabilidade de cura e perspectiva do paciente em relação a cada método.
A partir da análise de cada um desses critérios, é feito a definição do procedimento, sendo alguns deles: conduta expectante, cirurgia, radioterapia, terapia alvo, vacinas, criocirurgia, hormonioterapia e quimioterapia. Podendo ser aplicados separados ou combinados.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...

Dengue recua, mas população não deve baixar a guarda

26/05/2017

Em que pese as estatísticas demonstrem um recuo bastante significativo de casos de dengue em Goiás e, particularmente, em A...

Infectologia tem jornada sábado

18/05/2017

A Sociedade Goiana de infectologia realiza neste sábado, 20, a I Jornana de Infectologia de Anápolis. As palestras têm por...

Como superar o fim de um relacionamento?

27/04/2017

Ter o ‘coração partido‘ é uma das experiências mais traumáticas da vida. No entanto, de acordo com um estudo da Univ...