(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Câmara municipal definiu a próxima mesa diretora

Política Comentários 17 de dezembro de 2010

Candidato em chapa de consenso, depois de quatro tentativas, o petebista vai assumir o comando do Poder Legislativo com a missão de preparar a Casa para os “novos inquilinos” a partir de 2013.


O vereador Amilton Batista de Faria (PTB) vai presidir a Câmara Municipal de Anápolis nos próximos dois anos. A eleição da Mesa Diretora, realizada no último dia 15, foi de relativa tranquilidade, em razão de que, há pelo menos três meses, vinha sendo “costurada” uma chapa de consenso. Um dos mais experientes parlamentares da Casa, Amilton já havia disputado o cargo por quatro vezes. Ele substituirá, a partir de primeiro de janeiro de 2011, o vereador Sírio Miguel Rosa da Silva (PSB), que permaneceu por dois anos na presidência e o regimento não permite recondução.
A sessão ordinária da Câmara Municipal, que normalmente acontece à tarde, foi antecipada para o período da manhã e começou pontualmente às 9 horas. Na parte reservada aos pronunciamentos, o vereador Carlos Antônio (PSC) se despediu do cargo, embora só renuncie ao mesmo em 30 de janeiro para, no mês seguinte, assumir a vaga conquistada na eleição de outubro passado, na Assembleia Legislativa.
Com a pauta vazia, já que os dois únicos projetos em pauta sofreram pedidos de vistas, o presidente Sírio Miguel fez uma pausa de 10 minutos para o início da eleição da Mesa Diretora. A única ausência em plenário foi a do vereador Assef Nabem (PMDB), um dos pretensos candidatos à presidência. Outro que também pleiteava era o vereador Valmir Jacinto (PR). Este, por não cumprir o Regimento Interno da Câmara que não admite chapa incompleta - Jacinto apresentou somente seu nome para disputar a Presidência - acabou por não concorrer. Aberta a votação nominal, foram dados os votos para cada cargo.
Para a Presidência, foi eleito o vereador Amilton Batista com 13 votos favoráveis e uma abstenção. Na sequência, foram eleitos: Wesley Clayton Silva (14 votos), para vice-presidente; Fernando de Almeida Cunha (14 votos), 1º secretário; Pedro Antônio Mariano de Oliveira (13 votos e uma abstenção), 2º secretário; Mauro José Severiano (14 votos), 3º secretário; Domingos Paula de Souza (14 votos), 4º secretário. Se absteve de votar para presidente e 2º secretário o vereador Valmir Jacinto.
O presidente Sírio Miguel proclamou o resultado da votação, anunciando a posse da nova Mesa para o dia 1º de janeiro. Ele fez um balanço positivo de sua gestão, lembrando de algumas ações como a Câmara Itinerante, a revisão da Lei Orgânica do Município e do Regimento Interno da Casa, a implantação do Centro de Documentação, além de melhorias físicas nas instalações do Legislativo. Lamentou o fato de não ter conseguido dar o ponta-pé para o início das obras da nova sede, mas disse que esse é um trabalho político que deverá ter continuidade na gestão do colega Amilton Batista, já que os recursos estão praticamente assegurados. Além disso, ele ressaltou o trabalho feito para melhorar a imagem da Câmara Municipal perante a sociedade.

Amilton fala sobre desafios do cargo
O vereador Amilton Batista (PTB) afirmou que no momento certo irá apresentar o seu projeto para a condução da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Anápolis, nos próximos dois anos. Logo após ser ungido ao cargo, ele adiantou ao CONTEXTO alguns dos desafios que deve enfrentar.
Segundo o novo Presidente, uma das principais tarefas será, sem dúvida, preparar a Casa para receber um provável número maior de vereadores (de 21 a 23) a partir da próxima legislatura. Para isso, disse ele, será necessário em curto espaço de tempo ter a nova sede da Câmara Municipal, já que o espaço atual sequer atende às necessidades da atual legislatura. O projeto do novo prédio do Legislativo está estimado em R$ 3 milhões.
O presidente eleito citou que não pretende promover nenhuma ruptura. “Vamos aproveitar ao máximo as conquistas da atual gestão e trazer novos projetos que venham aperfeiçoar o nosso trabalho, melhorar a comunicação da Câmara com a comunidade, mostrando aquilo que fazemos no dia-a-dia”.

Executivo
Quanto ao Poder Executivo Municipal, Amilton afirmou que tem um relacionamento de amizade com o prefeito Antônio Gomide de cerca de 30 anos. “Não tenho preocupação se, em algum momento, possamos divergir. Isso faz parte, o importante é não ferir a independência entre os poderes, mas vamos estar juntos porque é isso que a Cidade quer e espera dos seus representantes”, enfatizou.
Sobre o posicionamento dos vereadores Valmir Jacinto (que se absteve de votar em seu nome para a presidência) e do vereador Assef Nabem (que não compareceu à votação), Amilton assinalou que “não há nenhum ressentimento e que respeita a posição de ambos” e, segundo ele, isso não trará nenhum tipo de interferência ao trabalho. “faz parte do jogo democrático”, pontuou.

Eleição
Amilton Batista disse que após a quarta tentativa de chegar à Presidência, adotou uma estratégia diferente neste pleito. “Evitamos que houvesse uma exposição antes que houvesse efetivamente a formação da chapa”, narrou, acrescentando que espera o apoio de todos os demais 14 vereadores para a sua gestão.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Política

Ronaldo Caiado acusa Governo de usar dados para mascarar crise do Estado

08/11/2018

O governador eleito Ronaldo Caiado (Democratas) cobrou maior transparência nos dados repassados à equipe de transição pel...

Partido realiza ação social em prol da Casa Joana

08/11/2018

O Democratas Mulher Anápolis irá realizar nesta sexta-feira, 09, a partir das 09 horas, em Anápolis, uma manhã odontológ...

Vereador exige explicações para aumento da energia elétrica em Goiás

08/11/2018

O vereador João da Luz (PHS) informou na tribuna, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,07, que esteve em Bra...

Ronaldo Caiado terá muitos desafios para enfrentar em sua terra natal

02/11/2018

Não dá para falar que se trata de uma “herança maldita”. Mas, dá para dizer que os “gargalos” de Anápolis vão o...