(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Câmara e eleição

Contexto Político Comentários 03 de junho de 2010

Neste mês, a Câmara Municipal inicia o recesso parlamentar e volta a se reunir - salvo alguma convocação extra - no mês de agosto, quando a campanha política começa, efetivamente, a ficar mais próxima do eleitor.


Câmara e eleição
Neste mês, a Câmara Municipal inicia o recesso parlamentar e volta a se reunir - salvo alguma convocação extra - no mês de agosto, quando a campanha política começa, efetivamente, a ficar mais próxima do eleitor.
Evidente que o processo eleitoral acaba provocando reflexos no parlamento local, seja por conta do debate político, que terá o seu eixo concentrado nas urnas de outubro, seja mesmo pela presença dos vereadores, já que vários deles estarão em campanha. Mas, não deixa de ser um momento apropriado, também, para que a cidade seja discutida pelos legisladores, até com maior amplitude, pois nos debates vários temas irão aflorar e muitos candidatos estarão fazendo compromissos com a cidade. É preciso registrar tudo, para depois cobrar.
Por outro lado, é importante que os vereadores se interessem em participar da eleição para deputado estadual, pois a Câmara é uma Casa de onde se espera que surjam as novas lideranças. E a melhor vitrine para eles é o trabalho que realizam. Portanto, terão que se esforçar em manter um pé no corpo-a-corpo com o eleitorado e o outro nas atividades do cargo.

Dilma lá
A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, movimentou Goiânia na última quarta-feira, 2. Ele manteve encontros com o Governador Alcides Rodrigues e conversou com o candidato da Nova Frente, Vanderlan Cardoso. E esteve, também, com Íris Rezende, ex-prefeito da Capital e pré-candidato ao Governo de Goiás pelo PMDB. Aliás, a visita dela veio reforçar a aliança PMDB-PT, que está em fase de definir o nome do vice na chapa majoritária.

Dilma cá
Havia a expectativa, até na manhã da quarta-feira, pouco antes da chegada da pré-candidata, de que ela pudesse estar em Anápolis. Mas, o prefeito Antônio Gomide (PT), tratou de antecipar que será melhor fazer essa agenda durante a campanha, já que Dilma Rousseff deve visitar algumas cidades goianas e, entre elas, Anápolis, que é administrada pelo seu partido e será vitrine para a aliança PMDB-PT na sucessão estadual. Gomide e vários secretários estiveram na Capital, acompanhando os compromissos da pré-candidata.

Norte-sul
No encontro com empresários na sede da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), Dilma Rousseff deu ênfase em seu pronunciamento aos investimentos da ferrovia Norte-Sul. Segundo ela, o Governo já entregou mais de 350 quilômetros da ferrovia e pouco mais de mil quilômetros ainda serão entregues até o final deste ano, inclusive o trecho de Anápolis, que será o marco zero. E, defendeu, ainda, o projeto da extensão da ferrovia até Estrela D´Oeste, em São Paulo, o que, em sua opinião, daria uma nova concepção de logística para Goiás.

Ponto
O prefeito Antônio Gomide marcou uma reunião de secretariado para sexta-feira, 4, logo após o feriado de Corpus Christi. A Prefeitura, ao contrário do que era esperado, não decretou ponto facultativo e a esticada que já era uma tradição, acabou frustrada. O secretário de Gestão e Planejamento, Edir Xavier, já avisou que a intenção, de agora em diante, é manter essa mesma conduta.


Rádio
O professor Dirceu Pinheiro, que também é assessor de imprensa da UEG, investe na carreira de radialista. Com formação em Radialismo pela UFG, ele comanda um programa na Rádio Comunitária de Monte Alegre de Goiás, que vai ao ar ao sábado e domingo. Quem não está na cidade também pode conferir o trabalho do radialista pela internet. Dirceu criou um podcast (www.dirceu.podomatic.com) onde o internauta ouve o programa e pode fazer seus comentários.

Pacto I
A senadora Lúcia Vânia (PSDB) defende uma revisão no pacto federativo entre a União e os municípios. Segundo ela, na crise de 2008, o Governo encontrou uma saída para aquecer a economia, reduzindo o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que faz parte da composição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o que acabou prejudicando as prefeituras, com perdas em função da redução. Aliás, os municípios de pequeno porte foram os que mais sofreram, porque quase toda a sua receita vem do FPM.

Pacto II
Para Lúcia Vânia, é fundamental que o Governo Federal faça uma mudança na composição dos impostos que são repassados pela União aos municípios. E, é claro, ela não acredita que isso aconteça no atual governo. Portanto, é um assunto para depois das eleições. Da mesma forma, a senadora defende uma reforma tributária ampla, mas este é um assunto que deverá ficar, também, para depois das eleições. "Nós precisamos ter uma reforma tributária com um novo Pacto Federativo. Somente assim vamos dar dignidade aos prefeitos, aos gestores municipais e estaduais", frisa.

Plenária
O deputado federal Rubens Otoni (PT), tem realizado plenárias em várias regiões do Estado, para avaliar e discutir ações do mandato popular, como ele caracteriza o seu trabalho na Câmara dos Deputados. Com essa ideia, ele atinge três objetivos: une o partido, fortalece o seu trabalho e, de quebra, prepara terreno para a campanha à reeleição. Aliás, seu projeto político, mais uma vez, é um quebra-cabeças, já que o seu nome tem sido colocado em evidência para ser o vice de Iris Rezende, na chapa PMDB-PT que concorre ao Governo de Goiás.

Cabeças
O PSDB comemora... Na 15ª. edição dos "cabeças" do Congresso Nacional, elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoramento Parlamentar (Diap), 15 parlamentares tucanos estão na lista dos mais influentes na Câmara e no Senado Federal. O senador Marconi Perillo, primeiro secretário da Mesa do Senado, é um dos nomes da lista. O PSDB fica em 3º lugar em número de parlamentares citados, atrás apenas do PMDB (16), que tem as maiores bancadas nas duas Casas, e do PT (22). Entre os 100 “Cabeças” do Congresso, há 69 deputados e 31 senadores. Ao todo, são 513 deputados e 81 senadores eleitos pela população.

Mané pelado
O vereador Pedro Mariano (PP) recebeu, em sua residência, ninguém menos que o Governador Alcides Rodrigues para provar o famoso “mané pelado”, receita que ele oferece aos seus convidados e que já ganhou fama. Agora, então!

Acordo I
O vereador Carlos Antônio comemora a aliança de seu partido, o PSC, com a Nova Frente capitaneada pelo pré-candidato do PR, Vanderlan Cardoso. Em sua opinião, essa parceria será importante para consolidar o seu projeto de candidatura a uma vaga na Assembleia Legislativa, porque tem proximidade com o pré-candidato, para o qual, inclusive, já teve oportunidade de trabalhar.

Acordo II
Trazer o PSC para a Nova Frente não foi uma tarefa fácil. E, aliás, nem deverá ser uma tarefa fácil manter a hegemonia do partido, já que muitas lideranças e o próprio presidente regional, Euler Morais, têm ligações estreitas com o PMDB de Iris Rezende. Ele até ameaçou abandonar a sigla, mas depois voltou atrás.

CPI da Dívida
O deputado estadual Honor Cruvinel (PSDB), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o endividamento do Estado de Goiás entre 1991 e 2009, na Assembleia Legislativa, afirma que em hipótese alguma deixará que haja ingerência política dos deputados-membros da CPI, para que os analistas do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e os técnicos da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), acelerem os seus trabalhos. Obviamente, é uma tentativa de salvaguardar o trabalho, caso contrário, o mesmo ficará entregue ao debate exclusivamente político, ou politiqueiro. O que, aliás, seria um prejuízo para a sociedade que quer os fatos devidamente esclarecidos, nada mais.

Bastidores
As convenções partidárias poderão ocorrer até o dia 30 deste mês. Até lá, muita coisa pode acontecer. Os bastidores da eleição de outubro esquentam, e só não serão mais intensos, porque os jogos da Copa do Mundo vão dominar o noticiário nos próximos dias. Enquanto isso, entre quatro paredes, os acordos políticos serão fechados.

TRE
O Tribunal Regional Eleitoral realiza em sua sede, em Goiânia, no próximo dia 8, uma reunião com os dirigentes regionais de partidos políticos para tratar de assuntos relacionados às eleições de 2010, destacando-se os procedimentos para o registro das candidaturas. A abertura da reunião será feita pelo presidente do TRE/GO, desembargador Ney Teles de Paula. Na ocasião também será distribuído o manual do candidato.

Calendário eleitoral
Até 10 de junho
-Fixação de limites de gastos de campanha por lei;
10 a 30 de junho
- Realização de convenções para coligações e escolha de candidatos;
10 a 30 de junho
- Vedada transmissão de programa de rádio e TV apresentado ou comentado por candidato;
10 de junho e 05 de novembro
- Feitos eleitorais têm prioridade para MP e qualquer juiz, fora habeas corpus e mandado de segurança.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Contexto Político

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.618

19/04/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.616

12/04/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.616

07/04/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.615

31/03/2017

Contexto Político...