(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Calendário partidário está bastante adiantado

Política Comentários 03 de maio de 2013

Movimentação dos partidos em torno da sucessão de Marconi Perillo já é intensa, faltando, ainda, um ano e meio para o pleito


A sucessão estadual em Goiás está a pleno vapor, ainda faltando cerca de um ano e seis meses para as eleições de outubro próximo. O calendário partidário, portanto, está muito à frente do calendário eleitoral, que começa a correr, efetivamente, lá pelo final de setembro e início de outubro próximo, quando se iniciam os prazos, por exemplo, para a fixação de domicílio eleitoral e a definição da filiação partidária.
Por enquanto, ainda não é possível desenhar um quadro do que vai ser a disputa, mas algumas pistas já começam a aparecer. O Governador Marconi Perillo tem dado sinais evidentes de que poderá tentar o quarto mandato, ao assegurar que o seu governo deverá dar uma guinada, após o primeiro e o segundo ano, que foram marcados pela recuperação das finanças e por turbulências provocadas pela Operação Monte Carlo. A Administração deverá apostar fichas em seus programas sociais e da recuperação da malha viária estadual, que conta com recursos de um fundo próprio para este investimento. Outro sinal emitido por Marconi é as declarações em favor do secretário de Governo, Vilmar Rocha (PSD), para que o mesmo encabece a chapa majoritária disputando a vaga do Senado.
Há poucos dias, o Vice-Governador José Éliton deixou o Democratas, pelo desconforto com o aceno do presidente regional do partido, Ronaldo Caiado, de entrar na disputa pelo Palácio das Esmeraldas. Portanto, o DEM deve deixar a base, muito embora essa posição não agrade a alguns. Resta saber com que outras forças o DEM poderia contar na disputa sucessória, uma vez que as oposições devem se unir em torno da chapa PT-PMDB (não necessariamente, nesta ordem).
O Partido dos Trabalhadores sonha em chegar ao poder em Goiás. E, para isso, teria à disposição nomes como o do Prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, o Prefeito de Anápolis, Antônio Gomide e o deputado federal Rubens Otoni. Entretanto, o PT pode abrir mão dessa postulação em prol do PMDB, se for essa a melhor opção para fortalecer, no Estado, a candidatura à reeleição da Presidente Dilma Rousseff. A ala histórica do PMDB, por sua vez, quer Íris Rezende como candidato, liderando as oposições contra Marconi Perillo. Mas, entrou em cena o empresário José Batista Júnior (PSB), o Júnior Friboi, que está com um pé no partido e quer postular o cargo. E há quem acredite que ele seria um fato novo na eleição e que isso poderia atrair a atenção do eleitor, sobretudo, entre as faixas mais jovens.
O também empresário Vanderlan Cardoso (sem partido), ex-prefeito de Senador Canedo que disputou a última eleição para o Governo, obtendo uma boa aceitação por parte do eleitorado, também quer uma vaga na disputa da sucessão de Marconi Perillo. Ou seja, por enquanto, há um número bastante razoável de pretendentes. E a confirmar este ritmo, Goiás deve ter uma eleição bastante acirrada. Se, agora, a movimentação já é visível, quando deveria estar restrita às discussões internas das legendas, não é muito difícil imaginar o que vai acontecer quando a campanha for deflagrada de fato, em julho do ano que vem.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Câmara homenageia professores com a outorga de comendas

20/10/2017

A Câmara Municipa, realizou, na última terça-feira,17, no Teatro São Francisco, sessão solene para a outorga da Comenda ...

Justiça faz trocar armas com defeito

20/10/2017

O juiz de direito da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Ricardo Prata, acatou ação impetrada pelo Governo de Goiás e d...

Governo faz homenagem a jovens com a comenda

20/10/2017

A ação transformadora da juventude e a reafirmação das liberdades democráticas foram destacadas pelo governador Marconi ...

Baldy relata projeto de fiscalização em insntituições financeiras

19/10/2017

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (18), o projeto de lei que aumenta o poder de Banco Central do B...