(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Calendário fiscal do município é definido

Cidade Comentários 23 de janeiro de 2015

Cobrança do IPTU, ISSQN, ITBI, taxas, dentre outros, têm regras e prazos definidos pela Secretaria Municipal da Fazenda


O calendário fiscal de 2015, para o pagamento de tributos municipais, já está em vigor. A Secretaria Municipal da Fazenda baixou, no dia 16 último, uma Portaria (nº 002), estabelecendo datas e outras normativas a serem observadas pelos contribuintes em relação ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU/ITU), Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), Contribuição de Iluminação Pública (CIP), Preços Públicos e Taxas Municipais.
Em relação ao IPTU/ITU, o calendário fiscal estabelece que os impostos começarão a ser recolhidos no dia 10 de abril próximo. Esta data foi fixada para o pagamento à vista, em cota única, ou da primeira parcela, caso o contribuinte faça esta opção. O parcelamento poderá ser feito em, até, oito vezes, dependendo do valor a ser recolhido, sendo que o último vencimento ocorrerá em 11 de novembro. Segundo consta da Portaria, o pagamento do IPTU poderá ser exigido de forma isolada ou em conjunto com a Taxa de Serviços Urbanos-TSU e/ou juntamente com a Contribuição de Iluminação Pública-CIP.
O calendário para o pagamento do ISSQN para os profissionais autônomos (ISS fixo) e que são tributados a partir pelo ISS estimado, começa a partir de 13 de março, também com a opção por pagamento em cota única ou a quitação da primeira parcela, de um total de 10 previstas, dependendo dos valores a serem recolhidos. O último vencimento ocorrerá em 15 de dezembro. Já o ISSQN para o “responsável tributário”, onde a apuração do imposto é feita mensalmente, o calendário começa dia 13 de fevereiro, para a competência do mês de janeiro e depois, subsequentemente, vai até 15 de janeiro de 2016, com a competência de dezembro de 2015.
O vencimento dos Preços Públicos começa em 27 de fevereiro, para pagamento em cota única ou a primeira de um total de até 11 parcelas, com o último vencimento previsto para 30 de dezembro.
Em relação às taxas, a Portaria estabelece prazo de cinco dias, contados da notificação para pagamento, para a taxa de alvará provisório de Licença de Localização e Funcionamento. O mesmo prazo vale para o primeiro alvará definitivo. No caso de renovação e demais taxas não especificadas, o calendário começa dia 31 de março e vai até o dia 29 de maior, quando ocorrer a possibilidade de parcelamento.

Benefício
Ainda com relação ao ISSQN, a Secretaria Municipal da Fazenda garante ao profissional autônomo, cuja inscrição municipal tenha se efetivado a partir de janeiro de 2015, os seguintes percentuais de descontos, a serem aplicados sobre o valor total do imposto devido: 75% para o ano de 2015; 50% para o ano de 2016; 25% para o ano de 2017. As regras, entretanto, não se aplicam aos contribuintes cujas inscrições se fizerem mediante ato de ofício de autoridade/servidor municipal.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Anápolis tem novos comendadores

20/07/2017

A Comenda “Gomes de Sousa Ramos”, maior honraria instituída pelo Município, foi entregue a personalidade de diversos se...

Monumentos históricos de Anápolis completam 60 anos

13/07/2017

Ignorados por grande parte da população e, até, pelas autoridades governamentais, dois monumentos que ficam no centro de A...

Câmara Municipal de Anápolis vai ter seu hino oficial em breve

15/06/2017

O vereador Teles Júnior (PMN) informou, durante o uso da tribuna, na sessão ordinária da última segunda-feira,12, que pro...

Presidente da UVG defende 13º e férias para os vereadores

09/06/2017

Em visita à Câmara Municipal de Anápolis, na manhã da última quarta-feira,07, o Presidente da União dos Vereadores de G...