(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Cai em 20% a taxa de homicídios em Anápolis

Segurança Comentários 06 de dezembro de 2014

Queda coloca o Município com o melhor desempenho no cumprimento das metas do Programa Goiás Seguro


O número de homicídios em Anápolis caiu, entre janeiro e novembro deste ano, com relação ao mesmo período de 2013, de 155 para 124. Uma variação de 20%. Em números absolutos, foram 31 homicídios a menos. A taxa de homicídio por 100 mil habitantes, também, no período em análise, reduziu de 43,37 para 34,25.
Os dados foram apresentados ao CONTEXTO pelo Delegado Regional, Álvaro Cássio dos Santos, que comemorou o resultado. Aliás, este foi o melhor desempenho no cumprimento de metas do Programa Goiás Seguro, lançado em outubro do ano passado, em Anápolis, pelo secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, e que abrange todas as regionais da Polícia Civil.
De acordo com o Delegado Álvaro Cássio, vários motivos contribuíram para que houvesse essa redução. Dentre eles, citou o aumento no número de delegados desde o início deste ano, com o chamamento dos concursados, “o que nos possibilitou fortalecer o Grupo de Investigação de Homicídios e o GENARC”, disse, acrescentando que esta ação deve à constatação de que a maioria dos crimes de homicídio guarda relações com o uso e o tráfico de drogas. Além disso, citou também a implantação da Central de Flagrantes Itinerante, em parceria com a Polícia Militar, onde o trabalho das duas corporações foi desenvolvido de forma mais intensiva nas chamadas “manchas criminais”, ou seja, nos setores da cidade que registram maiores índices de criminalidade.
Álvaro Cássio salientou que o trabalho integrado com a PM tem proporcionado resultados bastante positivos em Anápolis, na prevenção e no combate à violência. Ainda, citou que a campanha de massificação do Dique-Denúncia 197, que contou com o apoio do CONTEXTO, Rotary Clube e várias empresas e entidades, foi um elemento importante, “na medida em que houve um número maior de denúncia que nos levaram à investigação e elucidação de alguns crimes”, ressaltou o Delegado Geral.

Balanço positivo
A Regional da Polícia Civil em Anápolis, pontuou Álvaro Cássio, tem bons motivos para comemorar 2014. Segundo ele, houve uma série de outras ações que refletem positivamente na redução da criminalidade - não apenas em relação aos homicídios. Ele destacou, neste caso, a separação da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (DEPAI) da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente; a criação das delegacias especializadas de Atendimento ao Idoso e de Atendimento às Pessoas com Deficiência e a valorização do policial. No final do mês passado, inclusive, ocorreu o I Seminário de Qualidade de Vida da Polícia Civil, com palestras motivacionais, de saúde e uma série de outras atividades. “Para que nós tenhamos resultados positivos como estamos tendo agora, precisamos estar com o nosso pessoal motivado, é essencial”, sublinhou o Delegado.

Lista tríplice
Nesta semana, foi veiculada na imprensa da Capital, informação de que o Delegado Álvaro Cássio liderou duas listas tríplices para uma possível indicação das categorias dos policiais e dos delegados da Polícia para o cargo de Diretor Geral da Polícia Civil. Na lista com a votação dos delegados, ele obteve 153 votos; em segundo lugar ficou o Delegado Daniel Adorno, com 96 votos e, em terceiro, o Delegado Ricardo Chueire, com 82 votos. O fato, entretanto, de existir essas indicações, não significa que haverá mudança na direção geral da Polícia Civil, já que a escolha é uma prerrogativa do Governador Marconi Perillo.
Questionado sobre essa questão, Álvaro Cássio disse que ficou muito lisonjeado por constar nas duas listas em posição de destaque. “Acredito que seja um reconhecimento ao nosso trabalho e vamos continuá-lo da mesma forma, com muita tranquilidade, pautados no lema da disciplina e da hierarquia”, frisou, acrescentando que “o melhor de todos os resultados foi a preservação de vidas com a redução dos homicídios”. Ele finalizou lembrando que também outros indicadores de criminalidade tiveram redução e que espera manter este quadro e melhorá-lo.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Comitiva do Ministério da Ciência e Tecnologia visita a ALA 2

12/10/2017

Na última terça-feira,11, uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) visitou...

Implantação do Polo de Defesa poderá ter linha de crédito federal

12/10/2017

Resultado da reunião ocorrida na última terça-feira, 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o projeto de implantaç...

Fugas expõem fragilidade na segurança da Cadeia Pública

06/10/2017

No domingo, primeiro de outubro, quatro presos conseguiram escapar do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” ap...

ALA 2 começa a se preparar para receber os primeiros caças Gripen

08/09/2017

Denominada de Base Aérea de Anápolis até dezembro do ano passado e, a partir de então, de ALA 2, a unidade local da Forç...