(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

BR-060: Saneago tenta evitar acidentes próximos ao lago

Geral Comentários 14 de janeiro de 2011

A Saneago tem tomado uma série de medidas para tentar evitar acidentes próximos à área do lago formado pela barragem do Ribeirão João Leite


A Saneago tem tomado uma série de medidas para tentar evitar acidentes próximos à área do lago formado pela barragem do Ribeirão João Leite. A primeira delas será a instalação de barreiras eletrônicas nos pontos de contato da barragem com a BR-060, entre Anápolis e Goiânia. “A intenção é diminuir a velocidade dos carros, principalmente dos caminhões, que transitam naquela região e assim evitar acidentes”, observa o gestor do Sistema de Produção do João Leite, o engenheiro Caio Antônio de Gusmão.
O projeto de implantação das barreiras eletrônicas foi encaminhado ao Dnit, que já está tomando as providências para a instalação dos aparelhos. Segundo o gerente de Proteção de Mananciais, Henrique Luiz Costa, a Saneago trabalha com um projeto inédito no País, chamado Plano de Gerenciamento de Risco de Acidente de Cargas Perigosas à Montante da Capacitação de Água. Dentro desse projeto é feito o mapeamento de todas as rodovias que cruzam o Estado, apontando os trechos com o maior fluxo e por onde passam as cargas mais perigosas.
“Detectados os pontos mais vulneráveis, trabalhamos com parcerias junto ao Dnit e ao Ibama, para promover o controle e a fiscalização desse fluxo”, explica Henrique, ao revelar que o projeto está sendo implantado, primeiramente, junto à barragem. Para isso, a Saneago contratou um projetista que está elaborando medidas de proteção física nos cinco pontos de contato do lago com a BR, evitando, assim, a contaminação da água.
Entre as medidas já adotadas está a instalação de placas indicativas e cercas em volta do lago, que evitam a entrada de pessoas, principalmente pescadores. Também foi construída uma estrutura de pedra a fim de protegê-lo contra futuras erosões. Outra barreira - essa de concreto - também deve ser instalada nesses pontos. “Em caso de acidente, qualquer resíduo vai ficar retido nessas barreiras físicas”, explica o gerente de Proteção de Mananciais, Henrique Luiz.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Uma viagem de realidade e ficção a Praga

18/08/2017

Tudo começou numa viagem de família à Praga, capital da República Tcheca, em 2013. A cidade antiga, cheia de belezas e de...

Anápolis recepciona interessados em conhecer os cursos

18/08/2017

O Campus de Ciências Exatas e Tecnológicas Henrique Santillo da Universidade Estadual de Goiás (UEG), em Anápolis, realiz...

Ministério oferece cursos gratuitos e a distância

18/08/2017

Estão abertas as pré-matrículas para cursos de qualificação profissional na área do turismo com subsídios do Programa ...

Governo espera cadastrar 15 mil estudantes

18/08/2017

Depois de ter sido lançado em Anápolis, recentemente, o programa Passe Livre Estudantil foi apresentado de forma detalhada,...