(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Bons hábitos diminuem incômodos da mulher durante a menopausa

Saúde Comentários 16 de setembro de 2011

Alimentação saudável, vida social ativa e atividade física são os grandes aliados para que as mulheres que chegam à fase da menopausa, enfrentem o período com melhor vigor


A menopausa, ou climatério, marca o final do período reprodutivo da mulher. Nesta fase, entre 45 e 55 anos de idade, os ovários deixam de produzir os hormônios estrogênios e progestógeno de forma gradativa, até perderem de vez a capacidade de funcionar. Trata-se de um estágio na vida da mulher. No entanto, nessa fase ocorrem diversas mudanças no organismo feminino que podem predispor o aparecimento e o agravamento de algumas doenças. Também nesse período, a mulher pode apresentar uma série de sinais desconfortáveis, como ondas de calor, alteração de humor, insônia, depressão e diminuição do desejo sexual.
A Coordenadora do Núcleo Saúde da Mulher do Ministério da Saúde, Esther Vilela, enfatiza que adotar hábitos saudáveis pode amenizar muito os problemas que surgem com a menopausa. “Esse é um momento de cuidar de si mesma. É importante fazer exercícios físicos, que inclusive ajudam na questão da osteoporose, tomar sol pela manhã, caminhar, socializar com as amigas e fazer atividades em que a mulher se sinta útil. Esse, sem dúvida é o melhor tratamento”.
A alimentação também pode ser uma aliada nessa fase da vida da mulher. De acordo com nutricionistas, na menopausa é indicado o maior consumo de alimentos ricos em cálcio e vitamina D, como laticínios magros, verduras escuras e leguminosas. Os chamdos alimentos funcionais são inúmeros e, além dos benefícios antes e durante a menopausa, trazem efeitos preventivos sobre diversas doenças.
Às vezes, mesmo adotando hábitos de vida saudáveis, os sintomas podem continuar incomodando ao ponto de interferir no dia a dia. Nesse caso, a mulher pode procurar seu ginecologista e buscar alternativas para amenizar as ondas de calor, que incomodam bastante e mexem com o humor. Mas é importante enfatizar que o tratamento deve ser individualizado. Ginecologista e paciente devem discutir todas as vantagens e riscos dos diversos tipos de terapia existentes e chegar a um consenso sobre o que fazer.
Esther Vilela conta que algumas experiências emocionais intensas, como a saída dos filhos de casa, também podem intensificar os sintomas da menopausa. Por isso é importante manter o equilíbrio. “A falta dos filhos, naturalmente, dá uma sensação de não saber o que fazer da vida. Mas se a mulher estiver mais tranquila em relação aos sintomas que já são comuns a menopausa, como ansiedade, insônia, mal estar e, até mesmo, a perda do desejo sexual, esse sentimento de perda vai passar de uma forma bem mais serena”, explica a coordenadora.
Apesar dos desconfortos comuns dessa fase da vida, é possível encarar a menopausa com naturalidade. A coordenadora enfatiza que o final do ciclo reprodutivo pode ser visto como um estímulo para iniciar uma nova etapa, com conquista de experiências positivas.

Mais informações sobre o climatério

O que é:

Climatério é o período de transição em que a mulher passa da fase reprodutiva para a fase de pós-menopausa. Dessa forma, a menopausa (última menstruação) é um fato que ocorre durante o climatério.
No climatério há uma diminuição das funções ovarianas, fazendo com que os ciclos menstruais se tornem irregulares, até cessarem por completo. Estatisticamente, a menopausa ocorre, em média, aos 50 anos. O climatério tem início por volta dos 40 anos e se estende até os 65 anos.

Sintomas:
Algumas mulheres nesta fase podem sentir ondas de calor, acompanhadas de transpiração, tonturas e palpitações; suores noturnos prejudicando o sono; depressão ou irritabilidade; alterações nos órgãos sexuais, como coceira, secura da mucosa vaginal; distúrbios menstruais; diminuição da libido; desconforto durante as relações sexuais; diminuição do tamanho das mamas e perda da firmeza; diminuição da elasticidade da pele, principalmente da face e pescoço; aumento da gordura circulante no sangue; aumento da porosidade dos ossos tornando-os mais frágeis.

Como enfrentar essa fase?
Procure orientação no serviço de saúde mais próximo de sua casa. Converse com seu médico!
- beba bastante água, principalmente após exercícios físicos;
- use roupas leves e procure ambiente fresco e ventilado;
- pratique exercícios leves regularmente. Caminhada, natação e dança ajudam a fortalecer os músculos;
- evite fumo, álcool ou outras drogas;
- faça refeições mais leves e mais freqüentemente;
- tome sol.
Estas medidas vão contribuir para a melhoria da qualidade de vida e prevenção de doenças como câncer de mama, osteoporose, entre outras.
O climatério e a menopausa não são doenças! São ocorrências naturais do ciclo de vida das mulheres e nem todas apresentarão sintomas no decorrer desse período. (Fonte: Biblioteca Virtual de Saúde)

Autor(a): Soraya Lacerda

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Faculdade promove campanha educativa

24/11/2017

Em novembro, a Faculdade Fama realiza uma ação, em parceria com a Prefeitura de Anápolis e apoio de empresas, voltada para...

Nova força-tarefa para combater a dengue, zika e chikungunya

16/11/2017

Durante solenidade realizada no Teatro Municipal, na última terça-feira,14, o Prefeito Roberto Naves reuniu dezenas de repr...

Dengue - Redução de casos economiza R$ 3,6 mi

09/11/2017

Com a chegada do período chuvoso, a Prefeitura de Anápolis volta a intensificar os cuidados com a dengue, chikungunya e zik...

Anápolis vai sediar campanha para doação de medula óssea

03/11/2017

Jovens e mães, Eva e Karise são duas amigas que enfrentam o mesmo problema: a leucemia. Eva Araújo, ex-servidora da Prefei...