(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Blitz fazendária causa muitos transtornos e gera protestos de vereadores em Anápolis

Geral Comentários 05 de abril de 2019

Comandante do Batalhão Fazendário afirma que estratégia será revista, para que as operações não causem grandes impactos


A sessão da Câmara Municipal de Anápolis, na manhã da última terça-feira,02, teve como tema dominante a blitz do Batalhão Fazendário realizada nas imediações do trevo do Bairro Recanto do Sol (cruzamento entre as BRs-414 e 153 e principal acesso à Cidade pela Avenida Brasil Sul).
Por conta do bloqueio policial, visando, sobretudo, identificar veículos com pendências em relação ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), um longo congestionamento se formou no local e muita gente acabou tendo dificuldade de chegar aos seus compromissos.
O Vereador Lélio Alvarenga (PSC) abriu o debate ressaltando que a blitz fazendária estava causando enorme transtorno aos moradores da região Norte, muitos deles saindo ainda para o trabalho. Na sua opinião a blitz é legítima, porém, quando feita de forma adequada e respeitando o cidadão. O Vereador Jean Carlos (PTB) foi na mesma linha, dizendo que muita gente tem horário a cumprir na escola, no trabalho, na consulta médica e em várias outras situações. “Não podemos aceitar isso passivamente”, frisou o parlamentar.
O Vereador Mauro Severiano (PSDB) avaliou que a blitz é necessária, no entanto, precisa ser planejada de forma a não prejudicar a população com tem acontecido. Seu colega de partido, o Vereador Pastor Elias, questionou: “Cadê os nossos deputados”, referindo-se à necessidade de os deputados estaduais que representam o Município se manifestarem e atuarem no sentido de resolver o problema.
O Vereador Wederson Lopes (PSC), que é líder do Prefeito Roberto Naves na Casa, complementou dizendo que o Batalhão Fazendário escolheu o pior local para realizar a blitz, considerando que o Recanto do Sol e outros bairros adjacentes, têm alta concentração populacional, ou seja, são muitas pessoas que precisa se deslocar para a região central ou para outros setores da Cidade. Além, ainda, da BR-414 ser via de acesso e saída da Base Aérea (Ala 2), o que ocasiona muito fluxo de trânsito.
O Vereador Luiz Lacerda (PT) afirmou ter o entendimento de que cabe à Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMT) a determinação de locais para a realização das blitzen. Para ele, o órgão deveria “exigir satisfações sobre o atual modelo”.
Finalmente, o Vereador Pedro Mariano (PRP) informou ter feito um requerimento endereçado ao Governador Ronaldo Caiado, solicitando que o Estado promova um Refis para o IPVA, concedendo desconto de juros e multas sobre os débitos, a fim de que os proprietários de veículos com pendências, tenham condição de regularizar a situação. Na sua avaliação, isso ocorrendo, diminuiria bastante o número de blitzen.
Ao final da sessão, já no início da tarde, o Vereador Pastor Elias Ferreira publicou nas redes sociais, uma Moção de Apelo, já com assinatura de 18 de seus pares, solicitando ao Comandante Geral da PM, Coronel Renato Brum dos Santos e ao Comandante do Batalhão Fazendário, Tenente Coronel Denilson de Araújo Brito para que as blitzen não sejam realizadas nas entradas dos viadutos de Anápolis.
O Prefeito Roberto Naves (PTB), mesmo estando em São Paulo, divulgou nas redes sociais um comunicando, dizendo: “Sobre o assunto da blitz hoje (dia 02) em nossa cidade, realizada pela Secretaria Estadual da Fazenda, afirmo que vou buscar junto ao Governo Estadual soluções para que transtornos como estes não aconteçam mais. Não sou contra a fiscalização, porém elas precisam ser executadas com planejamento e pensando no bem estar de todos. Se preciso, falarei com o governador Ronaldo Caiado, que já demonstrou seu apreço por Anápolis e, com certeza, será solícito a esta causa”.

Comando

Na quarta-feira,03, o Deputado estadual Amilton Filho (SD) recebeu num programa de rádio o Comandante do Batalhão Fazendário da Polícia Militar, o Tenente Coronel Denilson de Araújo Brito. Em entrevista, ele reconheceu o erro e disse que a partir de agora novos estudos serão feitos para permitir que as próximas operações ocorram somente em locais que não tragam grande impacto no trânsito. “Queremos o diálogo com a sociedade. Não vamos fazer mais blitzen em locais que provoquem transtornos para população”, afiançou.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Copa Sesc recebe inscrições até o dia 25 próximo

17/04/2019

Um dos maiores eventos esportivos no Estado, a Copa Sesc já está com inscrições abertas para esportes coletivos e individ...

Policial de Anápolis está no epicentro da crise entre o STF e a Procuradoria

17/04/2019

Um policial civil de Anápolis está entre os investigados no inquérito aberto pelo ministro do Supremo tribunal Federal, Al...

Procon alerta sobre preço de peixes

13/04/2019

Tradicional, a Semana Santa está chegando e a tendência é de aumento da demanda por pescados. Por isso, a Secretaria Munic...

Cadin Estadual tem quase 130 mil inscritos

13/04/2019

O Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais, o Cadin Estadual, completou, recentemen...