(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Benefício fiscal: Regulamentada transação tributária

Economia Comentários 20 de novembro de 2009


Já está regulamentada a lei estadual n° 16.675, de julho de 2009, que dispõe sobre a transação e o parcelamento de débitos tributários em âmbito judicial. A lei foi regulamentada pelo decreto administrativo n° 7.026, publicado no Diário Oficial de 16 de novembro.
É considerado crédito tributário a soma do tributo devido com a multa, inclusive a de caráter moratório, os juros de mora e a atualização monetária, apurados na data do pagamento à vista. A transação e o parcelamento a que se refere a lei e o decreto que a regulamenta se aplica apenas as débitos exigidos judicialmente por meio de ações executórias, desde que o processo esteja em tramitação há pelo menos dois anos.
Por meio da transação, o devedor poderá parcelar o principal (tributo devido) e remir as obrigações assessórias (multas, juros, dentre outros) em até 96%, conforme o prazo de parcelamento. Desde que cada parcela não seja inferior a R$ 150, o devedor poderá dividir seu débito em até 40 prestações.
Essas regras, porém, não se aplicam às execuções que já estejam garantidas pela penhora de dinheiro, bens móveis e bens imóveis suficientes para cobrir a dívida exigida. De resto, o decreto estabelece a condições e os requisitos formais a serem satisfeitos pelos interessados.
Os fins sociais almejados pela lei e o decreto que a regulamenta são, basicamente, a redução gradativa do estoque de processos judiciais, com economia para a fazenda estadual, bem como facilitar à empresa em dificuldade financeira a liquidação de suas obrigações fiscais inadimplidas sem que isto provoque a sua ruína.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Brasil fechou o ano de 2018 com 62,6 milhões de inadimplentes

17/01/2019

O Brasil fechou o ano de 2018 com aproximadamente 62,6 milhões de brasileiros com CPF negativado. Os atrasos nas contas de ...

Goiás espera resposta do Governo Federal

17/01/2019

A Secretaria da Fazenda esclarece que o trabalho da missão do Ministério da Economia, que está em Goiânia desde segunda-f...

Goiás espera resposta do Governo Federal

17/01/2019

A Secretaria da Fazenda esclarece que o trabalho da missão do Ministério da Economia, que está em Goiânia desde segunda-f...

Anápolis arrecadou mais de R$ 4.5 bilhões em 2018

17/01/2019

A arrecadação de tributos e contribuições federais na área de abrangência da Delegacia de Anápolis da Receita Federal ...