(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Barro Preto: Polêmica do campo

Cidade Comentários 05 de junho de 2009

Políticos e desportistas se unem para reabrir praça esportiva tradicional da Vila Santa Maria de Nazareth


Tradicional reduto dos desportistas amadores, notadamente do futebol varzeano, em Anápolis, o Campo do Barro Preto, na Vila Santa Maria de Nazareth voltou a ser objeto de polêmica. É que, depois de altos investimentos, com recursos obtidos junto ao Governo Federal na administração passada (Pedro Sahium) a obra foi entregue e, segundo os técnicos, sem as devidas qualificações. O campo (transformado em uma espécie de centro esportivo) acabou sendo interditado por não oferecer as condições ideais para a prática das atividades a que se propunha. Hoje o “Barro Preto” está totalmente abandonado, servindo para depósito de lixo, abrigo de animais, esconderijo de marginais e outras ocorrências desagradáveis para os moradores do bairro.
Como no local foi aplicada uma considerável soma de recursos públicos, o assunto chegou a ser levado ao conhecimento do Ministério Público, que arguiu uma série de fatores, ocasionando, inclusive, o lacramento da praça esportiva. Com isso, acendeu-se a polêmica, mais para o lado político e menos para o lado de se resolver a questão. Agora, todavia, surgiu uma alternativa para se colocar o campo em condições de uso. Um recurso adicional foi prometido pelo Prefeito Antônio Gomide, visando a recuperação do gramado, dos vestiários e de outros aparelhos. Um grupo de desportistas, liderado pelo vereador João Feitosa (PP) está anunciando esta disposição do prefeito Municipal.

Histórico
Durante décadas, o Campo do Barro Preto, embora fosse propriedade privada (família Roriz), serviu como palco esportivo. Na administração Adhemar Santillo fez-se, com a autorização da Câmara Municipal, uma permuta da área por outras pertencentes ao Município, justamente para se garantir a permanência do campo. Naquela época, o então prefeito promoveu uma reforma parcial, instalando, inclusive, refletores para jogos noturnos. Passados os anos, a praça esportiva foi sendo abandonada, até que na administração Pedro Sahium optou-se por novos investimentos ali. Foi quando se buscou no Ministério dos Esportes, em Brasília, parte dos recursos que permitiram a instalação do alambrado, a gramagem do terreno, a construção de vestiários, quadra esportiva e outros. Existe uma expectativa de que a Prefeitura, realmente, assuma a nova despesa e o campo possa ser reaberto para a comunidade desportiva daquela parte da cidade.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Oposição e situação criam embate por situação do PETI

19/04/2017

Ao usar a tribuna na sessão de quarta-feira ,19, o vereador Antônio Gomide (PT) falou sobre a necessidade de a gestão muni...

Caixa equilibrado foi a maior conquista, avalia Roberto Naves

12/04/2017

Numa entrevista coletiva, com a presença de quase todos os membros de seu secretariado e de vários vereadores, o Prefeito R...

Prefeitura anuncia revitalização do Mercado Municipal em curto prazo

07/04/2017

O Mercado Municipal “Carlos de Pina” é um dos principais pontos turísticos da cidade e também um local tradicional de ...

Alvará de funcionamento terá rigorosa fiscalização na Cidade

23/03/2017

A Divisão de Fiscalização e Posturas vai desencadear, no início de abril, uma intensa e rigorosa fiscalização em todos ...