(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Banco de alimentos distribui 130 toneladas de produtos

Geral Comentários 02 de setembro de 2016

Espaço coleta produtos sem condições comerciais ou com excesso de oferta e distribui a instituições carentes


No primeiro semestre deste ano foram distribuídas 130 toneladas de alimentos para as entidades cadastradas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e para a população em geral. Os dados são fruto do balanço da equipe do Banco de Alimentos localizado no Mercado do Produtor, na Avenida José Sarney.
O espaço faz a coleta de alimentos que não está em condições comerciais, mas em perfeitas condições nutricionais. Às vezes, o excesso de oferta desse produto faz com que ele não seja vendido, então ele é direcionado para o Banco de Alimentos.
Os produtos são armazenados e direcionados às instituições cadastradas na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Outra opção é o atendimento à população que vem diretamente ao local durante toda a semana, inclusive aos sábados e domingos. Para esse trabalho funcionar, existe a união da equipe do Banco de Alimentos, dos produtores, e dos responsáveis por essas instituições.
O coordenador do Banco de Alimentos, Lucimar Martins, explicou que se não fosse esse trabalho seriam produtos descartados, então é uma forma de combater o desperdício e a fome. “Além dessa distribuição, oferecemos o curso de segurança alimentar e boas práticas de manipulação, obrigatório aos que participam das feiras da cidade, mas também é aberto à população para que todos possam aprender a manipular e conservar os alimentos”, observou.
O Curso de Segurança Alimentar e boas práticas de manipulação de alimentos já beneficiou mais de duas mil pessoas. Didaticamente, Banco de Alimentos pode ser definido como um espaço físico onde são recebidos alimentos próprios para o consumo, mas que seriam desperdiçados em feiras, hortas, supermercados, Centrais de Abastecimento de Alimentos – as CEASAs, entre outros. No banco de alimentos, os gêneros alimentícios são recebidos, selecionados, processados ou não, embalados e distribuídos gratuitamente a entidades da assistência social, restaurantes populares e cozinhas comunitárias. O principal objetivo do banco de alimentos é o combate ao desperdício de alimentos.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Cartões do Renda Cidadã estão no radar do MPF

20/04/2018

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO), por meio de sua Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), instaurou, na últi...

Memorial resgata parte da história do classismo e da economia local

20/04/2018

Um acontecimento casual levou à descoberta de um acervo importante para o resgate da história da Associação Comercial e I...

Mãe se diz punida, apenas, pelo seu inconformismo

20/04/2018

Desde a morte do filho, Paulo Gabriel Lopes Tonetto, ocorrida em novembro de 2014, quando o mesmo contava, então, com 24 ano...

PRF se engaja em campanha “Eu sou do bem, Eu sou de Deus”

20/04/2018

Na manhã da última quarta-feira, 18, mais um passo importante foi dado para tornar nacionalmente difundida a campanha “Eu...