(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Balança comercial tem bimestre positivo

Economia Comentários 28 de maro de 2013

As exportações apresentam um comportamento positivo nos dois primeiros meses do ano, em relação ao mesmo período de 2012


As exportações e as importações feitas através de Anápolis, embora tenham registrado baixo volume no mês de fevereiro último, fecharam o primeiro bimestre do ano com bons resultados. As vendas externas, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MIDIC) obtiveram um aumento de 76,15%, na comparação com o primeiro bimestre de 2012. Já, as compras externas registraram um aumento de 26,02%, em relação ao mesmo período.
No primeiro bimestre deste ano, o volume das exportações chegou a US$ 25,7 milhões, sendo que em janeiro, o valor das transações foi de R$ 18,1 milhões e, em fevereiro, apenas, US$ 7,5 milhões. Em fevereiro de 2012, no entanto, as vendas externas foram ainda menores - US$ 2,2 milhões, o que representou uma diferença de 231,7% na comparação entre fevereiro de 2012 e fevereiro de 2013.
As importações somaram, no primeiro bimestre deste ano, US$ 376,2 milhões, sendo US$ 213,6 milhões referente a janeiro e US$ 162,6 milhões apurado em fevereiro. Neste mesmo mês, no ano passado, o volume foi de US$ 202,8 milhões, uma queda de 19,85% na comparação.
A soja e seus derivados, carnes e medicamentos continuam liderando a pauta das exportações feitas por Anápolis. Já as importações são puxadas, principalmente, por insumos para a indústria farmacêutica, automóveis e peças e componentes diversos de automóveis.
Nesta divulgação da balança comercial, há algumas curiosidades: três países africanos constam na lista de participação dos principais destinos das exportações feitas por Anápolis: Líbia (7º); Nigéria (8º) e Moçambique (10º). Na segunda posição, surgem as Ilhas Cayman, que compõem um território britânico no Caribe, ao sul de Cuba. Os demais destinos são: França (3º); Hong Kong (4º); China (5º); Cuba (6º) e Argentina (9º).
Os principais países fornecedores, por sua vez, são: Coréia do Sul (1º); Estados Unidos (2º); Alemanha (3º); Suíça (4º); China (5º); Índia (6º); México (7º); Japão (8º); Itália (9º) e Colômbia (10º).
No ano passado, as exportações feitas por Anápolis alcançaram a marca recorde na série histórica (desde a divulgação do primeiro resultado, no ano de 2000) no valor de US$ 245,7 milhões. Já, as importações somaram US$ 2,249 bilhões, ficando bem abaixo da melhor marca histórica, registrada em 2011, com o volume de US$ 3,169 bilhões.
Desde o início da série histórica, os números da balança comercial (exportações menos importações) têm apresentado déficits. No primeiro bimestre deste ano, o déficit foi de US$ 350,5 milhões. No ano passado, foi de US$ 2 bilhões. Essa situação, de acordo com economistas, se explica em razão de o Município ser grande importador de insumos industriais, sobretudo, para as indústrias do pólo farmoquímico e a indústria automotiva.

Goiás
O Estado de Goiás alcançou o melhor resultado da balança comercial no mês de fevereiro, desde o ano de 2003. No mês passado foram exportados US$ 389,964 milhões, e, importados US$ 331,751 milhões, saldo positivo de US$ 58,212 milhões. No mesmo período do ano passado, o saldo da balança foi negativo em US$ 41,247 milhões. Os números foram apresentados pelo secretário de Indústria e Comércio, Alexandre Baldy. “No acumulado do primeiro bimestre de 2013 nós crescemos quase 7,5% frente ao primeiro bimestre de 2012. Isso consolida nossa economia e nossas exportações”, destaca o secretário.
No comparativo com a balança nacional, em fevereiro de 2012 o Brasil exportou US$ 18,02 bilhões, e Goiás US$ 380,96 milhões (participação de 2,11%). Já em fevereiro deste ano as exportações brasileiras alcançaram US$ 15.551 bilhões, enquanto que as goianas chegaram a US$ 389,964 milhões, aumentando a participação goiana nas exportações brasileiras para 2,51%.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...