(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Balança comercial: Exportações e importações registram queda

Economia Comentários 18 de setembro de 2015

Na comparação entre os dados de agosto deste ano com o mesmo mês de 2014, as quedas foram significativas e soam como uma luz de alerta para a economia local


O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior acaba de divulgar os dados da balança comercial dos municípios, referente a agosto. No mês passado, segundo o MDIC, as exportações feitas através de Anápolis alcançaram o volume de US$ 28,6 milhões, em relação ao mês de julho, cujo volume foi de US$ 20,5 milhões, houve um acréscimo de 39,76%. Mas, na comparação com o mês de agosto de 2014, quando a soma das vendas externas foi de R$ 33,4 milhões, a queda foi de 14,12%.


As importações feitas por Anápolis somaram, no mês de agosto último, US$ 181 milhões, resultado superior a 24,34% em relação ao apurado no mês de julho, que foi de US$ 145,5 milhões. Mas, na comparação com agosto de 2014, cujo volume foi de US$ 231 milhões, a baixa foi de 21,67%, com um valor.


No período de janeiro a julho de deste ano, o total até agora apurado nas exportações feitas por Anápolis foi de US$ 154,9 milhões. Em 2014, no mesmo período, o volume de vendas externas chegou a US$ 216,4 milhões, portanto, uma variação negativa de 39,75%. Já as importações somaram, de janeiro a agosto deste ano, US$ 1,171 bilhão, contra US$ 1,491 bilhões do mesmo período de 2014. Neste caso, a variação foi positiva em 27,29%.


O saldo da balança comercial de Anápolis é de menos US$ 1,017 bilhão. Historicamente, o Município sempre importou mais do que exportou, devido ao fato de possuir um parque industrial que depende muito de insumos (no caso da indústria de medicamentos) e de peças de veículos e veículos (no caso da montadora Caoa/Hyundai). Estes dois segmentos respondem por uma parte considerável da entrada de produtos de fora. E, para fora, Anápolis vende a soja e derivados, carne, açúcar, medicamentos e uma série de outros produtos.


No período de janeiro a agosto deste ano, os principais destinos das exportações feitas por Anápolis, são: Países Baixos- Holanda (75,60% de participação); Estados Unidos (9,63%); China (5,94%), França (4,32%) e Tailândia (0,92%).


A Coreia do Sul continua no topo dos fornecedores (25,54% de participação), seguido de perto pela Alemanha (24,99%) e, depois, por: Suíça (10,51%); Estados Unidos (10,14%) e China (8,29%).

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Ministério Público quer implantar nova tecnologia para monitorar os preços dos combustíveis

21/09/2017

O projeto MP de Olho na Bomba, desenvolvido pelo Ministério Público de Goiás em parceria com o governo estadual com o obje...

Preços dos combustíveis variam até mais de 36% nos postos

21/09/2017

O Procon de Anápolis realizou, entre os dias 12 e 14 de setembro, pesquisa para aferir a variação de preços dos combustí...

Balança comercial registra o 44º superávit consecutivo

21/09/2017

O secretário de Desenvolvimento (SED), Francisco Pontes comemorou na última quarta-feira, 13, o resultado da balança comer...

Anápolis é a cidade do Estado com mais vagas de emprego

21/09/2017

O Sistema Nacional de Emprego é uma instituição criada pelo Governo Federal, com objetivo de promover a interação entre ...