(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Bairro São João recebe primeira força-tarefa contra a dengue

Cidade Comentários 22 de janeiro de 2016

Primeira de várias operações envolvendo diversos órgãos e instituições ocorreu numa região onde foi registrada grande concentração de focos do Aedes aegypti


Na última quarta-feira, 20, Anápolis teve a realização de uma força-tarefa de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti. A iniciativa envolveu esforços dos governos municipal e estadual, através de vários órgãos e parceiros como Corpo de Bombeiros; polícias Civil e Polícia Militar; Base Aérea Grupo de Defesa Ambiental; Divisão de Posturas; Vigilância Sanitária; secretarias municipais de Saúde, de Meio Ambiente e de Obras, dentre outros. A meta foi vistoriar os 2.086 imóveis.
Segundo a gerente de Controle de Doenças Transmitidas por Vetores da Secretaria da Saúde de Anápolis, Érica Reis, o setor foi escolhido estrategicamente pela quantidade de galpões e ferro velho, locais que possuem grande número de focos. No ano passado foram notificados 71 casos suspeitos de dengue no bairro.
O secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Teixeira, frisou que Anápolis, mesmo realizando o trabalho cotidiano de prevenção e combate ao Aedes com os cerca de 200 agentes de endemias, precisa de ações com grande mobilização de pessoas e entidades. “Atividades pontuais como essa são importantes para ampliar a repercussão do assunto e sensibilizar a população para fazer o dever de casa, que é eliminar os locais que possam ser criador do mosquito”, comenta.
O trabalho contou com a participação de 190 profissionais, divididos em 22 equipes. Na linha de frente, os agentes de combate à endemias e os agentes comunitários de saúde. Também foram confeccionadas camisetas e coletes para serem utilizados na ação. A força-tarefa teve o apoio de caminhões e pá escavadeira para a retirada de entulhos e lixo encontrado pelos agentes. Os agentes vão ainda retornar nos imóveis que estão fechados. Esse é o primeiro ciclo de visitas. A previsão é que até junho sejam realizados mais três ciclos, também em bairros estratégicos.
O Prefeito João Gomes solicitou empenho das equipes no trabalho, divulgando os dados de Anápolis a respeito das doenças provocadas pelo mosquito. “Estamos na zona verde em relação às doenças relacionadas ao Aedes, mas não é uma zona confortável”, disse o chefe do Executivo, se referindo ao fato de o Município estar situado na classificação de baixo risco. “Vamos vencer este mosquito. Somos mais fortes”, conclamou.

Epidemia
A Prefeitura tem intensificado campanhas e ações conjuntas com a sociedade para combater a proliferação do Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, do zika vírus, da febre chikungnya e da febre amarela. Mas, afirma que não há epidemia de dengue em Anápolis. Dados do boletim epidemiológico de 2015 confirmam, no ano passado, pouco mais de cinco mil casos de dengue na cidade. De acordo com último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, referente a 2015, o risco de uma epidemia da doença é médio, daí a necessidade e importância das ações preventivas. Só para esclarecer, a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que há epidemia quando um local registra cerca de 300 casos a cada 100 mil habitantes.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Prefeitura vai homologar lista de projetos aprovados

19/01/2018

A lista de projetos aprovados para realização com recursos do Fundo Municipal de Cultura foi divulgada no dia 15, mas a hom...

SENAI/Anápolis troca diretoria e anuncia novos projetos

19/01/2018

A Fieg Regional Anápolis, sob a presidência do empresário Wilson de Oliveira, realizou na última segunda-feira 15, a prim...

Obra do segundo viaduto segue, mas ainda sem a data de entrega

19/01/2018

Aproveitando a trégua dada pelas chuvas, a empresa JOFEGE, responsável pela execução do projeto de mobilidade urbana, que...

Repasses encolheram R$ 38 milhões

19/01/2018

As transferências da União para Anápolis registraram uma queda de 14,12% no ano de 2017, em relação a 2016, conforme lev...