(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Auditor da Receita Federal orienta sobre Supersimples e Refis

Economia Comentários 22 de agosto de 2014

Por quase uma hora ele falou sobre a importância do ajuste de contas com o órgão


A convite da Diretoria da Associação Comercial e Industrial de Anápolis, o auditor da Receita Federal no Município, Adonílio Leite Pereira, participou da Reunião Ordinária da noite de quarta-feira, 20. Ele explicou, com riqueza de detalhes, aspectos relacionados à implantação do Supersimples, programa do Governo Federal que vai promover uma série de ajustes no projeto de simplificação da política tributária federal e que atingirá a, praticamente, todas as categorias produtivas, incluindo profissionais liberais.
Segundo o auditor Adonílio Leite Pereira, muito embora o assunto esteja cercado de grande expectativa, a vigência da nova ordenação jurídica fiscal somente vai acontecer a partir do ano que vem. Mas, esclareceu que ela traz inúmeras vantagens para os setores interessados e se comprometeu em voltar à ACIA para esmiuçar melhor todos os aspectos da legislação. Ele acrescentou que a Lei criando o novo Supersimples, embora já tenha sido aprovada e sancionada, ainda depende de regulamentação, o que deve ocorrer dentro de 60 dias, a partir da data de sua publicação.
Durante sua estada na Associação Comercial e Industrial de Anápolis, o auditor fiscal Adonílio Leite Pereira respondeu a diversas indagações dos presentes a respeito do novo Supersimples, esclarecendo dúvidas e alinhavando a real importância do novo sistema que, em sua opinião, corrige falhas existentes e, além disso, oferece mais facilidades e vantagens para quem aderir a ele.
Refis federal
Outro assunto considerado importante e que foi tratado na Reunião Ordinária de Diretoria da Associação Comercial e Industrial de Anápolis na noite de quarta-feira, 20, foi a aproximação do final do prazo para se quitarem com descontos de juros, correções e outros acréscimos, de tributos federais. Quem deu o alerta foi, também, o auditor da Receita, Adonílio Leite Pereira. Segundo ele, na segunda-feira, 25, se encerra o prazo concedido pelo Governo Federal para que contribuintes em atraso, ou, inadimplentes, ajustem as contas com a fiscalização tributária. De acordo com ele, o sistema implantado apresenta grandes vantagens e, em muitos casos, oferece o perdão quase que total dos juros, multas e outras penalidades pecuniárias próprias para os contribuintes que quitarem seus débitos fiscais dentro dos prazos estabelecidos pela legislação.
Desta feita, o perdão fiscal será estendido aos inadimplentes até o ano de 2013, ou seja, permite uma total atualização nos débitos. Adonílio Leite Pereira disse que, a princípio, a regulamentação é um pouco complicada, mas que ela vale a pena, pois os descontos são altamente compensadores Ele falou que, além dos descontos, os interessados no Refis Federal podem obter o parcelamento das dívidas em, até, 180 meses.
Durante sua explanação, o auditor da Receita foi aparteado por vários dos presentes à Reunião Ordinária e esclareceu diversos pontos obscuros ao entendimento dos empresários. Mas, disse que os contabilistas, responsáveis pelas escriturações fiscais das empresas têm conhecimento da matéria. Todavia, se prontificou a prestar informações complementares a quem, de fato, assim o desejar.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Anápolis tem saldo positivo na geração de empregos em outubro

24/11/2017

Anápolis ficou na sexta posição entre os municípios goianos que mais abriram vagas de empregos formais em outubro e mante...

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...