(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Audiência pública debate situação de locatários de boxes no interior do Terminal Rodoviário Urbano

Política Comentários 21 de setembro de 2017

Desde o final do ano passado, há um impasse entre os comerciantes do local e a Urban, em relação a ocupação dos espaços


O vereador Teles Júnior (PMN) informou na tribuna, a realização de uma audiência pública no dia 27 próximo, para debater a situação dos lojistas do Terminal Urbano, que reclamam da gestão da Urban, que desde o ano passado é a responsável pela gestão do espaço.
Segundo o vereador, os permissionários tem procurado a Câmara Municipal desde o início do problema, mas mesmo assim nenhum representante do Legislativo fez parte de comissão criada no Executivo que tratou do caso.
“Marcamos horário com o prefeito Roberto Naves [PTB], que foi sensibilizado pelo assunto. Ele entrou junto com a Procuradoria-Geral do Município [PGM], entendendo a necessidade de rever a planilha de valores. Uma comissão foi montada, tendo representantes da Urban, dos lojistas, da CMTT, da PGM e do gabinete do prefeito”, disse Teles.
Para o vereador, a comissão foi excludente porque excluiu o Poder Legislativo. “Uma importante comissão teria que ter membros do Judiciário e do Legislativo. Eles vieram pedir ajuda e essa Casa, que tem 23 vereadores”. Segundo Teles Júnior, a comissão começou errada. “No mínimo o presidente deveria designar um representante”.
O vereador informou que o valor fechado para rateio mensal dos lojistas, de manutenção do Terminal Urbano, ficou em R$ 50 mil. Mas segundo o vereador, no contrato esse montante é maior e o que é dado é um desconto, para se chegar aos R$ 50 mil, o que não tem deixado os lojistas tranquilos.
“Outros pontos estão trazendo medo e temor aos lojistas”, continuou Teles Júnior. Um deles é colocar diversos órgãos de fiscalização para atuar no espaço, dando inclusive um tratamento diferenciado em relação aos ambulantes nas ruas, que ocupam as calçadas e fazem concorrência desleal com o comércio formal.
Para o vereador, os empreendedores do Terminal Urbano não podem ser amordaçados por uma única empresa. “A Urban tem direitos, pois ganhou a licitação e pagou a outorga, mas é preciso haver diálogo”.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Daniel se compromete a reduzir IPVA em até 15%

20/09/2018

O candidato ao governo de Goiás pela Coligação Novas Ideias, Novo Goiás (MDB, PP, PRB e PHS), Daniel Vilela (MDB), afirmo...

Candidatura de Caiado ganha mais reforços de lideranças evangélicas

20/09/2018

O respeito e a credibilidade do Bispo Abigail (PSC) junto à sociedade goiana trouxeram um novo peso político à campanha el...

Zé Eliton diz que educação será prioridade em seu novo governo, caso seja reeleito

20/09/2018

O governador Zé Eliton (PSDB) afirmou que avançar mais na Educação é a máxima prioridade de seu novo governo e que a li...

Samuel Gemus: “Trago um novo jeito de fazer política nesta eleição”

20/09/2018

Aos 36 anos de idade e já dono de um extenso currículo na área médica, Samuel Fayad Gemus, ou Dr. Samuel, como muitos o c...