(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Atendimento 24 horas ganha reforço em Anápolis

Saúde Comentários 07 de setembro de 2013

Município pretende reduzir a alta demanda verificada no Hospital Municipal e espera contar com reforço da UPA ainda este ano


Com investimento de cerca de R$ 1,4 milhão, a Prefeitura de Anápolis inaugurou a reforma e ampliação do Cais “Abadia Lopes da Fonseca”, localizado no Jardim Calixto, região Oeste da Cidade. A nova unidade, com capacidade para cerca de 400 atendimentos diários na área médica ambulatorial, de emergência e odontológica, deverá reduzir a demanda por serviços no Hospital Municipal, que é constantemente alvo de reclamações por parte da população, em relação ao atendimento ali prestado.
O Prefeito Antônio Gomide, durante a entrega da obra, anunciou que, ainda este ano, deverá entrar em funcionamento a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que também funcionará em regime de plantão (24 horas) na parte Sul da Cidade. Na região Norte, o atendimento em período integral é feito através do Cais do Jardim Progresso (Hospital “James Fanstone”). Com isso, é reduzida a pressão sobre o atendimento no Hospital Municipal “Jamel Cecílio”, que poderá desenvolver um melhor serviço. “A descentralização é uma política fundamental para garantirmos um serviço de qualidade à população”, ressaltou o Chefe do Executivo, destacando que somente no Cais “Abadia Lopes da Fonseca”, a Prefeitura estará fazendo um desembolso mensal na ordem de R$ 240 mil para custear a sua manutenção, que inclui um quadro de cerca de 100 profissionais entre médicos, enfermeiros, e outros servidores.
O secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Teixeira, informou que, a partir de agora, com Centro de Atenção Integrada à Saúde “Abadia Lopes” em funcionamento, a regulação deixará de fazer triagens de pacientes da região para o Hospital Municipal, num total de, aproximadamente, 15 bairros adjacentes. O serviço odontológico funcionará até às 22 horas. O CAIS será, também, um ponto de apoio para as Unidades Básicas de Saúde daquela região, bem como para o programa Estratégia de Saúde da Família.

Estrutura

A estrutura emergencial é preparada com dois boxes de reanimação; 10 leitos de observação adultos e cinco leitos de observação pediátricos; duas salas para curativos; uma central de esterilização de material; uma sala de coleta de exame; uma sala para aerossol e outra para a aplicação de medicamentos injetáveis.
No pronto atendimento, a unidade vai oferecer serviços de dois médicos com especialidade em clínica-geral e de um pediatra em tempo integral, auxiliados por equipe de enfermagem. Vários exames serão realizados em caráter de urgência, como os laboratoriais, eletrocardiogramas e raios-X. Outra novidade é a assistência odontológica noturna até às 22 horas.
A parte ambulatorial dispõe de enfermagem, assistência social, farmacêutica, odontológica e várias especialidades médicas: clínica-geral; reumatologia; dermatologia; gastrenterologia; nefrologia; pediatria, e ortopedia. A população conta também com vacinação, realização de curativos, vigilância epidemiológica, marcação de exames e consultas nas unidades de referência do município, entre outros. Visando humanizar ainda o atendimento na unidade, a Praça São Calixto foi totalmente reestruturada, fazendo parte das instalações. (Com informações da Secretaria de Saúde)

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Anápolis precisa ampliar a sua estrutura hospitalar

18/07/2018

Além do Hospital de Urgências “Dr. Henrique Santillo”, Anápolis conta com outras seis unidades hospitalares, entre pú...

Maior conscientização sobre o SAMU pode salvar vidas

18/07/2018

Prestar atendimento pré-hospitalar de urgência e com excelência à população o mais rápido possível. Essa é a missão...

Pessoas especiais têm serviços odontológicos ampliados

18/07/2018

A cadeira de dentista já foi um problema na vida de Maria Beatriz Santos, oito anos. A menina, que tem Síndrome de Down, re...

Necessidade da vacinação infantil

12/07/2018

Há o risco da criação de bolsões de crianças não vacinadas contra as doenças infectocontagiosas. O secretário Estadua...