(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Associação busca a reabertura de parque

Infraestrutura Comentários 09 de maro de 2017

Local está fechado há cerca de seis anos e carece de algumas melhorias para continuar recebendo a população


A Associação dos Amigos do Central Parque da Juventude “Senador Onofre Quinan”, busca viabilizar recursos para a reativação do local, que se encontra fechado à visitação pública há cerca de seis anos. A ideia seria utilizar recursos financeiros disponíveis na conta do Fundo Municipal do Meio Ambiente, no valor de aproximadamente R$ 635 mil. Para isso, é necessário que esta destinação seja referendada pelo Conselho Municipal do Meio Amboente.
O presidente da Associação dos Amigos do Parque, Baltazar José dos Santos, encaminhou um ofício ao secretário e gestor do Fundo Municipal do Meio Ambiente, reivindicando, de forma oficial, o pleito da alocação de recursos para o parque.
No documento, a entidade expõe que o Parque “Senador Onofre Quinan” se encontra fechado há cerca de seis anos, embora tendo recebido “vultosos investimentos oriundos do Ministério das Cidades”, sendo que o objeto do investimento foi o desassoreamento das lagoas e a canalização do Córrego Antas.
Ainda no ofício, a Associação sustenta que o parque está numa região que contempla atendimento a uma população de cerca de 100 mil habitantes, tendo o mesmo uma área de 103 mil metros quadrados, com mata centenária habitada por rica fauna e flora.
“Estamos acompanhando atentamente a execução da obra e desenvolvendo um projeto socioambiental que envolve toda a comunidade, buscando conscientizar a população sobre a importância dos benefícios recebidos pela melhoria do parque”, destaca ainda o documento. A Associação pede ainda que seja dado prosseguimento ao Termo de Cooperação Técnica Ambiental que foi firmado entre a entidade e a Prefeitura de Anápolis.
Um tesouro ambiental em área nobre de Anápolis
Em uma localização estratégica, entre duas principais vias de acesso ao centro da cidade (Av. Brasil e a Av. Pedro Ludovico), conta com uma área de cem mil metros quadrados. Um terço desta área é composta de mata centenária nativa, destinada exclusivamente a preservação ambiental. Apresenta postos de visitação onde é possível contemplar a vida selvagem de várias espécies de animais.
A região sudoeste, onde o parque se encontra, possui uma grande densidade demográfica. Além disso, o parque é cortado pelo Ribeirão das Antas, onde, no ano de 1907, foi lançada a pedra fundamental da cidade de Anápolis e ainda é o principal manancial que banha a cidade.
No começo, era a matinha do Dr. Fanstone, na Vila Góis, com um lago e uma quadra de esportes. De 1951 a 1975, através da represa com barragem de nível para captação de água potável, foi a única estação que abasteceu a cidade de Anápolis. De 1951 a 1967, o Sistema operou sob a gestão da SUMSA-Superintendência de Saneamento de Anápolis, criada pelo Decreto Municipal nº 01 de 18 de março de 1946. A partir de 1967, os serviços de Água e Esgoto foram transferidos por concessão à Saneago – Saneamento de Goiás, sendo que em 1975, passou a operar da Estação Piancó, na região Norte do município, desativando a velha estação. Em 1976, consolidados os loteamentos da região centro sul, a área pública do local foi tomando formato de um parque, recebendo centenas de visitantes, principalmente nos finais de semanas. Nessa época começou a receber alguns benefícios do poder público. Em 1998, passou por uma vigorosa reforma, com a organização de uma boa estrutura de lazer, construção de cascatas e cavernas artificiais, pista de caminhada, parque infantil, trilhas na mata nativa.
Reinaugurado em 03 de maio de 1999 e através da Lei Municipal nº. 2.638 passou a ter a denominação oficial de Central Parque da Juventude Onofre Quinan, uma homenagem ao Senador por Goiás, falecido naquele período, com visitação de mais de três mil pessoas por final de semana.
Desde 2007, por falta de manutenção e cuidados por parte do poder público e da comunidade, o parque esvaziou-se e passou a ser frequentado por marginais, desocupados, tornando-se também um ponto de encontro de consumidores de drogas. No local, foi detectada a matança dos animais e desmatamento do bosque. Em 2010, a Prefeitura Municipal resolveu cercá-lo com alambrado e fechá-lo a visitação pública.
Desde essa época, a Associação dos Moradores da Região Centro Sul – AMRCSUL, composta pelos bairros e vilas que margeiam o Parque, requereu e lutou junto a Prefeitura e as representações políticas para a sua recuperação.
Em 2011, mediante estudos e projetos, a Prefeitura Municipal conseguiu viabilizar recursos junto ao Governo Federal “Ministério da Cidade” da ordem de vinte e cinco milhões de reais para fazer o desassoreamento das lagoas e canalização do córrego das antas, da Av. José Sarney na Vila Nossa Senhora D’Abadia até a Rua Engenheiro Portela na Vila Góis, tendo como agente financeiro a Caixa Econômica Federal. (Fonte: Associação dos Amigos do Parque da Juventude Senador Onofre Quinan)

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Infraestrutura

Novos viadutos já têm seus nomes definidos em leis do ano passado

10/08/2017

Na última terça-feira, 09, o Prefeito Roberto Naves realizou um ato para marcar a liberação do viaduto da Avenida Brasil,...

Obras de duplicação da BR-414 ainda não tem prazo para iniciar

06/07/2017

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), atendendo a uma solicitação feita pela reportagem do Jornal...

Avenida Universitária ganha nova rede para coleta de águas pluviais

29/06/2017

Teve início na última segunda-feira,26, as obras para implantação da rede de água pluvial na Avenida Universitária. A ...

Asfalto de Abadiânia ao lago Corumbá IV

02/06/2017

O Governador Marconi Perillo e o Vice-Governador, José Eliton, participaram, nesta quinta-feira,1º, em Abadiânia, junto ao...