(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Associação promove prática do tiro esportivo em Anápolis

Geral Comentários 01 de maro de 2013

Nos seus 20 anos de existência, Associação de Tiro Esportivo de Anápolis já revelou atiradores de alto nível nacional e internacional.


Um local “seguro, ambiente de amigos de longa data” e onde os frequentadores “são pessoas que praticam o bem”. Foi como o presidente da Associação de Tiro Esportivo de Anápolis, Edson Tavares, definiu a Associação de Tiro Esportivo de Anápolis. O local foi criado em 1993, por meio de uma parceria com a Base Aérea e, hoje, já possui sede própria.
“Temos aqui em nosso Município, um dos melhores clubes da região Centro-Oeste e que é referência para o Exército, pelo fato de termos toda documentação e por cumprirmos todas as normas que são exigidas para este tipo de atividade”, explicou o presidente da Associação.
Segundo ele, as armas utilizadas pelos associados têm o controle das Forças Armadas e todos os atiradores precisam possuir um Certificado de Registro de Atirador, fornecido pelo Exército. “Nós não aceitamos aqui pessoas aventureiras, que queiram vir para cá para simplesmente para conseguir acesso a uma arma de fogo. A gente exige, primeiro, que a pessoa para ingressar no grupo passe por uma avaliação psicológica”, disse Edson Tavares.
A sede da Associação também segue normas rigorosas de segurança. O presidente informou que “o local foi vistoriado pelo Exército”. As pistas onde é praticado o tiro estão no interior de áreas montanhosas e longe de zonas urbanas, o que evita acidentes. Os alvos escolhidos pelos membros não lembram formas humanas e possuem desenhos neutros. Essas e outras medidas fazem parte da estratégia da entidade de manter o caráter desportivo da prática do tiro e de não fazer uma apologia à violência.

O esporte como bandeira
O presidente da Associação de Tiro Esportivo de Anápolis, Edson Tavares, enfatizou que o grupo foi criado “da necessidade de algumas pessoas que gostavam de praticar o tiro esportivo”. Conforme observou, “a Associação já revelou competidores para disputar campeonatos a nível nacional e internacional”. Ao todo, a entidade possui atualmente 55 associados.
Entretanto, ele acredita que existe uma visão errada ainda do que é o tiro esportivo. Isso ocorre- analisa- pelo receio da sociedade quando o assunto são armas. Edson Tavares acredita que a sociedade foi criando um mito de que “tudo relacionado a tiro é ruim”. Para ele, é preciso diferenciar entre pessoas que usam armas para fins pacíficos e os que apenas utilizam-nas para a prática de crimes.

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Ampliado o alcance do Portal do Cidadão

20/10/2017

O Portal do Cidadão, lançado em julho pela Prefeitura, já apresenta resultados efetivos e se confirma como facilitador na ...

Audiência vai discutir o Estatuto do Desarmamento

20/10/2017

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF) prorrogou o prazo das inscrições para os interessados em assistir à audiên...

Donos de postos e funcionário do Inmetro são presos pela PF

20/10/2017

Até a manhã desta quinta-feira,19, dois empresários de Anápolis se encontravam presos na carceragem da Polícia Federal, ...

Vereador quer melhorar transporte interestadual

20/10/2017

vereador Lisieux José Borges (PT), se reuniu com o presidente da Agência Goiana de Regulação (AGR), Ridoval Chiareloto, p...