(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Assaltos a propriedades rurais causam pânico na região

Violência Comentários 14 de dezembro de 2012

Bando armado invade fazenda, rouba e barbariza. Moradores estão apavorados


O fazendeiro Pedro, em companhia da esposa Solange e do filho Diogo, donos de uma propriedade rural entre Souzânia e Ouro Verde, foram as mais recentes vítimas de um bando armado que vem aterrorizando a região há algum tempo. Era por volta de nove da noite da última terça-feira, quando eles retornavam de uma viagem a Anápolis e foram surpreendidos por dois elementos encapuzados, fortemente armados, que os renderam, levando-os para o interior da sede da fazenda. Segundo narrou a senhora Solange, foram quatro horas de terror. Os bandidos, que ela presume estarem sendo acobertados por um terceiro elemento que não entrou na casa, fizeram todo tipo de ameaça, exigindo dinheiro, jóias e armas.
Durante o período em que permaneceram no interior da residência, os assaltantes reviraram todos os móveis; quebraram utensílios; prepararam janta, comeram e deixaram a casa toda revirada, enquanto o casal e o filho estavam amarrados no banheiro. Ao saírem, já de madrugada, levaram a caminhonete D-20, cor verde, propriedade da família, um revólver velho calibre 32 que há anos era guardado como relíquia e cerca de R$ 1,2 mil em dinheiro. A dona da fazenda enumerou, pelo menos, mais quatro ou cinco propriedades da região, onde fatos semelhantes aconteceram nas últimas semanas. Os moradores das proximidades estão temerosos e ninguém mais se arrisca a sair durante a noite.
Ressalte-se que há cerca de quatro anos esta modalidade de crime, na mesma região, chegou a ocupar grandes espaços na mídia local, devido à violência com que os assaltantes atuavam. Eles roubavam pertences, veículos, espancavam e feriam pessoas, além de praticarem crimes sexuais contra as mulheres presentes nos ambientes onde aconteciam os assaltos. Naquela oportunidade alguns integrantes de uma quadrilha foram presos pela PM. Segundo policiais mais experientes, a atual onda que se verifica pode ser ação de uma só quadrilha, tendo em vista o método aplicado que é semelhante em todos os casos. A Polícia Militar deve intensificar o serviço de inteligência e aumentar a fiscalização naquela região.

Homicídios
Depois de certa calmaria, o plantão policial voltou a registrar novos casos de homicídios em Anápolis. No começo da semana foram três assassinatos, todos no setor urbano da Cidade. O número de crimes de morte aproxima-se dos 150, este ano, recorde absoluto em todos os tempos. No início da manhã da segunda-feira, 12, durante uma festa no Jardim Progresso, surgiu uma briga, culminando com o esfaqueamento de Wesley Morais Caixeta, 20 anos. Levado, ainda com vida, para o Hospital de Urgências “Doutor Henrique Santillo”, ele morreu algumas horas depois. O acusado de sua morte, segundo a Polícia, é Diogo Rodolfo Santos, também de 20 anos, que acabou preso. Ele tem várias passagens por delegacias de polícia desde que era menor de idade. Stanley Morais, 22 anos, irmão de Wesley, também esfaqueado no mesmo entrevero, foi levado, em estado grave, para o Hospital.
Ainda na segunda-feira, em outra festa, no Residencial Copacabana, foi morto, também por esfaqueamento, Edney José Rodrigues, 35 anos. O crime aconteceu na residência de Elias de tal, cadeirante, acusado de haver praticado outros dois homicídios. Ele foi detido, juntamente com um indivíduo de nome Wesley, que seria seu comparsa.
O terceiro homicídio vitimou Erisvaldo Coutinho Carneiro, 34 anos. O crime ocorreu na madrugada de terça-feira, em plena Avenida Universitária, proximidades do Anashopping, crime, também praticado com golpes de faca. Segundo testemunhas, a vítima estava bebendo em companhia de um colega de república e teria se desentendido com ele por conta de eventual galanteio à mulher deste. Entretanto, ninguém quis afirmar ser este colega, o autor da morte de Erisvaldo.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Anápolis aparece em relação das cidades mais violentas do Brasil

09/06/2017

Em 2015, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes de Anápolis, ficou em 40,9. Somada às Mortes Violentas com Causa Inde...

Governo diz que Goiás é um dos estados com menor índice criminal

09/06/2017

Os índices de criminalidade em Goiás apresentam queda sequenciada a partir de 2016. Na comparação entre janeiro e maio de...

Judiciário quer ações práticas para reduzir criminalidade em Anápolis

02/06/2017

A busca de soluções para o crescente aumento do índice de criminalidade em Anápolis foi debatida no final da tarde da úl...

Emanuelle Muniz e Emanuelle Ferreira: passageiras da agonia

04/05/2017

Emanuelle Muniz Gomes tinha 21 anos. Era transexual. Bela; extrovertida; meiga, alegre e filha carinhosa. Apesar da pouca ida...