(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Assalto Espetacular

Violência Comentários 28 de outubro de 2012

A Polícia Militar montou uma grande operação para livrar Sebastião Divino, morador na Vila Nossa Senhora D´Abadia, da mira de um assaltante de joalheria


Pânico e correria na manhã de quinta-feira, 25, na Vila Nossa Senhora D'Abadia, em Anápolis, onde Sebastião Divino da Silva, 78 anos, permaneceu sob a mira de uma pistola, empunhada pelo integrante de uma quadrilha que, logo no começo da manhã, havia assaltado a joalheria Omega Dornier, na Rua Barão do Rio Branco, centro da Cidade, de onde levaram telefones celulares, jóias, relógios e outros objetos que se encontravam nas vitrines.
O caso teve lances cinematográficos. Depois do assalto ao estabelecimento comercial, os quatro bandidos, que ocupavam um veículo Golf branco, placas OGM 0017, de Aparecida de Goiânia, roubado na noite anterior (24) em Goiânia, empreenderam fuga ao perceberem que a polícia fora acionada por comerciantes vizinhos à loja assaltada. Na perseguição, os elementos acabaram chocando, propositadamente, o carro contra uma viatura da PM, o que resultou em escoriações leves no Soldado Carmo.
Depois da batida, os ladrões fugiram à pé, e um deles adentrou à casa de Sebastião Divino. Um foi capturado e os outros dois conseguiram escapar ao cerco que, naquele momento, já mobilizava viaturas de todos os batalhões e da Companhia de Policiamento Especial (CPE). Alguns quarteirões foram cercados, assustando os moradores da região.
Na casa, o elemento que, inicialmente, se identificou como André, tratava-se, na verdade, de Anthony Joseph, 23 anos - conforme informações repassadas pela polícia - fez o idoso de escudo para proteger-se de uma eventual invasão e, na negociação que era conduzida pelo Tenente Borba dizia que só se entregaria na presença de seu advogado. Como o mesmo não foi localizado, a subseção da OAB indicou para mediar o conflito, o criminalista Eugênio Lourenço Dias, que entrou na casa e, em poucos minutos, convenceu o rapaz a se entregar. A libertação de Sebastião Divino ocorreu por volta das 10h20. Em estado de choque, ele recebeu atendimento no local por uma equipe do Corpo de Bombeiros e disse que pensou tratar-se de um assalto, em princípio. Mal sabia ele que era refém de um assaltante que acabara de praticar um crime.
Logo após, a polícia iniciou uma varredura nas imediações, a fim de localizar os dois outros assaltantes. Uma carreta estacionada nas proximidades chamou a atenção. Havia a possibilidade de que os elementos, provavelmente armados, estivessem escondidos na carroceria dela, coberta por uma lona. Os policiais acionaram uma bomba de efeito moral (gás lacrimogêneo), mas não havia ninguém no veículo.
O comandante do 4º Batalhão da PM, Coronel Alexandre Elias, considerou positiva a ação, que conseguiu evitar a morte do refém e prender o outro bandido, identificado como Diego e que se entregou, antes mesmo da rendição de seu comparsa.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Anápolis aparece em relação das cidades mais violentas do Brasil

09/06/2017

Em 2015, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes de Anápolis, ficou em 40,9. Somada às Mortes Violentas com Causa Inde...

Governo diz que Goiás é um dos estados com menor índice criminal

09/06/2017

Os índices de criminalidade em Goiás apresentam queda sequenciada a partir de 2016. Na comparação entre janeiro e maio de...

Judiciário quer ações práticas para reduzir criminalidade em Anápolis

02/06/2017

A busca de soluções para o crescente aumento do índice de criminalidade em Anápolis foi debatida no final da tarde da úl...

Emanuelle Muniz e Emanuelle Ferreira: passageiras da agonia

04/05/2017

Emanuelle Muniz Gomes tinha 21 anos. Era transexual. Bela; extrovertida; meiga, alegre e filha carinhosa. Apesar da pouca ida...