(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Apresentado suspeito de assassinatos em série em Goiânia

Segurança Comentários 17 de outubro de 2014

Apresentação do suspeito foi feita pela cúpula da Polícia Civil de Goiás, que deu detalhes sobre a operação de prisão


Em uma apresentação bastante concorrida no Auditório da Secretaria de Segurança Pública (SSP) na manhã de quinta-feira,16, a cúpula da Polícia Civil de Goiás detalhou a operação realizada nos últimos 70 dias para desvendar a autoria da série de assassinatos envolvendo moradores de rua, travestis e mulheres na capital, Goiânia. Conduzida pelo superintendente da Polícia Judiciária, Deusni Aparecido, na presença de familiares das vítimas, a imprensa teve acesso à parte da investigação que levou à prisão do vigilante Thiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos.
Desde a morte da jovem Ana Lídia Gomes no dia 2 de agosto foi instituída uma força-tarefa envolvendo a atuação de 70 agentes civis, entre delegados e investigadores, na busca por provas que conduzissem ao autor, ou autores, dos crimes. Segundo informa o superintendente, nesse período de 70 dias 200 pessoas foram ouvidas, 71 laudos periciais emitidos, 1150 denúncias anônimas investigadas, 576 placas de motocicletas averiguadas e outras 300 horas de imagens de câmeras de segurança analisadas. “Realizamos reuniões semanais para analisar as semelhanças e diferenças de cada caso e para o compartilhamento de informações”, alegou Deusni.
O trabalho investigativo permitiu aos agentes a definição das características físicas, os trajes, detalhes do veículo, o tipo da arma de fogo e o modus operandi. “No dia 10 de outubro emitimos um mandado de prisão contendo todas essas características e dobramos o efetivo para 150 agentes envolvidos em sua busca. Tínhamos um prazo de dez dias para concluir essa tarefa, mas antes disso, no dia 14, conseguimos chegar ao suspeito. Para quem pensa que essa prisão foi uma coincidência, deveria se informar melhor. Temos em Goiânia 350 mil motoqueiros e não chegamos nesse aleatóriamente. Provas materiais levantadas nos permitiram armar campana nos lugares onde esperávamos que ele circulasse”, declarou. Sobre o aumento do efetivo, o superintendente detalha que nos últimos dias 25 delegados, 95 agentes e 30 escrivães se dedicavam ao caso.

Apreensão de provas
Já em poder da polícia, o suspeito prestou depoimento confessando espontaneamente a autoria de 39 crimes, sendo 16 deles investigados pela força-tarefa (mulheres), oito moradores de rua e outros 15 que estão em fase de apuração. No entanto, segundo o superintendente, há a possibilidade do número de mortes ser ainda maior. Em uma busca na casa Thiago Henrique foi possível apreender uma arma, roupas, calçados, capa para alteração da cor da motocicleta, a moto e demais provas que serão periciadas.
A arma apreendida na casa do suspeito foi enviada na tarde de quarta-feira, dia 15, à Polícia Técnico Científica que teve tempo de realizar testes de compatibilidade com os projéteis recolhidos nos corpos das vítimas. Conforme explicou a perita Tatiana Pires da Silva, já foi estabelecida a compatibilidade do prójetil com a arma em seis dos casos investigados: Ana Lídia Souza, Isadora dos Reis, Juliana Dias, Rosimeire da Silva, Janaina Conceição Silva e Tainara da Cruz. “Agora vamos nos dedicar aos estudos dos outros casos confessos pelo suspeito”, esclarece a perita.

“Nossa missão agora é fechar inquéritos com base nas provas periciais e técnicas que levantamos. O suspeito relatou outros casos que não estavam elencados no escopo da força-tarefa. Vamos nos empenhar para elucidar todos, com a mesma competência com que conduzimos essa investigação”, pontuou Deusni.
Foi informado também na quinta-feira, que o suspeito Thiago Henrique teria tentado o rapaz cortou os pulsos com um pedaço de vidro da lâmpada. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e passa bem.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Comitiva do Ministério da Ciência e Tecnologia visita a ALA 2

12/10/2017

Na última terça-feira,11, uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) visitou...

Implantação do Polo de Defesa poderá ter linha de crédito federal

12/10/2017

Resultado da reunião ocorrida na última terça-feira, 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o projeto de implantaç...

Fugas expõem fragilidade na segurança da Cadeia Pública

06/10/2017

No domingo, primeiro de outubro, quatro presos conseguiram escapar do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” ap...

ALA 2 começa a se preparar para receber os primeiros caças Gripen

08/09/2017

Denominada de Base Aérea de Anápolis até dezembro do ano passado e, a partir de então, de ALA 2, a unidade local da Forç...