(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Aposentados e pensionistas levam R$ 5 bilhões

Geral Comentários 03 de abril de 2014

O número de operações em fevereiro de 2014 registrou 1.741.302 contratos


As operações de crédito consignado realizadas por aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social totalizaram R$ 5 bilhões em fevereiro de 2014. O resultado foi 31,17% superior ao mesmo período de 2013, quando foram liberados R$ 3,812 bilhões. Em relação a janeiro de 2014, quando foram registrados R$ 3,974 bilhões, houve aumento de 25,83%. Em número de operações, fevereiro de 2014 registrou 1.741.302 contratos, índice 8,28% superior ao de janeiro de 2014, quando 1.608.182 contratos foram efetivados. Comparando com o mesmo mês de 2013, houve aumento de 21,40%. Em fevereiro de 2013, a quantidade de operações correspondeu a 1.434.294 contratos.
Ao se considerar a margem consignável para empréstimos de até 30% da remuneração líquida dos aposentados e pensionistas, ou de até 10% exclusiva para a modalidade cartão de crédito - na qual os juros costumam ser mais altos -, no primeiro bimestre de 2014, os valores consignados por meio de empréstimo pessoal, representaram a quase totalidade das operações de crédito.

Empréstimo pessoal
Nessa modalidade, em fevereiro de 2014 foram emprestados R$ 4,991 bilhões em 1.737.708 contratos efetivados. A soma dos recursos ficou 30,96% acima do registrado em igual mês do ano anterior, quando foram contratados R$ 3,811 bilhões. Em número de operações, também, houve aumento ao se comparar fevereiro de 2014 com o mesmo mês de 2013. Foram realizadas 1.737.708 operações em fevereiro de 2014 e 1.433.301 no mesmo mês do ano anterior, o que representou acréscimo de 21,24%. Em relação a janeiro de 2014, quando foram emprestados R$ 3,968 bilhões em 1.605.872 operações, foi registrado aumento de 25,77% no valor e de 8,21% na quantidade de contratos.

Cartão de crédito
O valor das operações com cartão de crédito registrou aumento em fevereiro de 2014 em relação ao mesmo mês do ano anterior. O total das operações foi de R$ 9,038 milhões, 1064,17% maior que o registrado em fevereiro do ano anterior, quando foram realizadas 993 operações, correspondentes a R$ 776 mil. O número de contratos nessa modalidade, que em fevereiro de 2014 somou 3.594, foi 261,93% superior.
Em fevereiro de 2014, do total de operações de empréstimo pessoal e com cartão de crédito, 996.896 foram efetuados por segurados que recebem até um salário mínimo. Esses aposentados e pensionistas responderam por R$ 2,047 bilhões em operações. Nessa faixa de remuneração, em média, os segurados contrataram, no empréstimo pessoal, R$ 2.054,80.
Na faixa salarial acima de um e até três salários mínimos foi contratado R$ 1,740 bilhão, por meio de 540.085 operações, no valor médio de R$ 3.222,86 para o empréstimo pessoal. Na faixa acima de três salários mínimos foram liberados 204.321 contratos, equivalentes a R$ 1,213 bilhão, no valor médio em empréstimos pessoais de R$ 5.938,70.

Dados gerais
Do total de empréstimos concedidos em fevereiro de 2014 - 1.741.302, correspondentes a R$ 5 bilhões -, 1.576.175, isto é, 90,52% dos empréstimos, foram parcelados entre 49 a 60 meses. No somatório das operações realizadas no mês, 39,47% foram contratadas por segurados na faixa etária de 60 a 69 anos. A faixa etária de 50 a 59 anos foi responsável por 21,86% dos empréstimos, e a de 70 a 79 anos, por 25,22%. Dos 1.741.302 empréstimos averbados no mês, 1.016.452 desses, correspondentes a 58,37% do número de operações e equivalentes a 52,96% do valor total, foram contratados por mulheres.
Das operações realizadas em fevereiro de 2014, R$ 2,558 bilhões foram disponibilizados na região Sudeste, por meio de 793.343 contratos. São Paulo lidera tanto em volume quanto em quantidade de operações, com R$ 1,393 bilhão em 404.019 contratos. A região Nordeste vem em seguida, com 498.747 operações que correspondem a R$ 1,192 bilhão. Na região, a Bahia é o estado em que mais se realizaram empréstimos, com 117.732 operações e um montante de R$ 305 milhões.
A terceira posição em valor contratado cabe à região Sul. As operações somaram R$ 790 milhões e totalizaram 276.308 contratos. O Rio Grande do Sul é o estado da região que mais contratou, com 117.427 operações, que corresponderam a R$ 341 milhões. As 80.068 operações consignadas na região Centro-Oeste equivaleram a R$ 231 milhões. Goiás, com 30.505 contratos, correspondentes a R$ 86 milhões, tem os mais altos valores e número de empréstimos na região. Na região Norte foram contratados R$ 220 milhões, que equivalem a 89.242 contratos. O Pará é responsável pelo maior número de operações, 49.735, e de valor contratado, que soma R$ 117 milhões.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...