(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Apae, Santa Casa e Maternidade recebem recursos federais

Saúde Comentários 21 de outubro de 2016

Repasse do Ministério da Saúde para instituição e hospitais de Anápolis é de R$ 1,7 milhão. Valor toral repassado à Goiás é de R$ 13,8 milhões


A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, a Santa Casa de Minsericórdia e a Maternidade “Dr. Adalberto Pereira da Silva” estão sendo contempladas com repasses anuais de recursos do Ministério da Saíde, no valor de mais de R$ 1,7 milhão. A verba é parte dos R$ 13,8 milhões por ano que serão destinados à Goiás para Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), santas casas e entidades filantrópicas que estão em funcionamento no Estado.
De acordo com informação repassada pela Agência Saúde, os valores destinados ao Município serão distribuídos da seguinte forma: R$ 1.547.760,00 para a Apae Anápolis, para ser aplicado em serviços de doenças raras; R$ 91.800,00 para a Maternidade “Dr. Adalberto Pereira da Silva” e o mesmo valor para a Santa Casa de Misericórdia, para a o desenvolvimento de ações do programa Rede Cegonha.
As portarias destinando os recursos foram assinadas durante solenidade ocorrida no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, na última quarta-feira,19. O secretário Municipal de Saúde, Luiz Carlos Teixeira representou Anápolis no evento. Além de Anápolis, estão recebendo recursos a capital, Goiânia e os municípios de Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Goianésia e Luziânia.
Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, em todo o País, 216 entidades filantrópicas serão beneficiadas com a garantia de repasse de R$ 371,9 milhões por ano. Essas unidades são responsáveis por 43% das internações que ocorrem no país. Também estão sendo contempladas 99 UPAs, com impacto financeiro anual de R$ 182 milhões ao orçamento do Ministério da Saúde. Serão liberados ainda R$ 141,1 milhões para o pagamento de emendas a 255 instituições prestadoras de atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
De acordo com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, os recursos vão atender serviços de saúde realizados pelo SUS e que não contavam com a contrapartida do governo federal. Os repasses foram anunciados há um mês pelo ministro e o presidente Michel Temer, como estratégia para reduzir o déficit de R$ 3,5 bilhões com 2.698 serviços, acumulado pelo Ministério da Saúde nos últimos anos.
Para ampliar a oferta de assistência, o Ministério reduziu em 20% os custos dos contratos com empresas de tecnologia, mantendo o mesmo escopo dos projetos; em 33% os valores de serviços gerais, como aluguéis e contas de telefones; e em até 39% nos preços de medicamentos, bem como a negociação de reajustes. Também foram extintos 417 cargos, sendo 335 de livre nomeação.
Durante a solenidade o governador Marconi Perillo afirmou que o governo federal demonstra empenho para elevar a qualidade dos serviços de Saúde no país. “O que o Ministério demonstra hoje é esse compromisso republicano para elevar a área da Saúde a um patamar muito alto, para melhorar a qualidade do serviço um dia importante para a Saúde e das pessoas que precisam de atendimento público. Sei que esse valor é fruto de uma gestão eficiente e das economias que estão sendo feitas no Ministério de Saúde”, ressaltou o governador ao representante do Ministério, na solenidade, o secretário de Gestão, Rogério Abdalla. (Com informações das agências Saúde e Goiás Agora)

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Saúde realiza vacinação contra a gripe até dia 26 de maio

19/04/2017

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou na última segunda-feira, 17, e as vacinas estão disponívei...

Vereadora consegue recursos para castração de animais

19/04/2017

A vereadora Thaís Souza (PSL) conseguiu junto ao deputado estadual Lincoln Tejota (PSD), uma emenda de R$ 180 mil será dest...

Medo da febre amarela? tire suas dúvidas

07/04/2017

Desde 1980 o Brasil não registrava um surto tão grande de febre amarela. De dezembro para cá, houve 2 104 casos notificado...

Dengue recua, mas a população ainda precisa ficar atenta e manter o combate

07/04/2017

A população anapolina pode comemorar. Os registros oficiais da Secretaria Estadual de Saúde, referentes à semana 13- de 0...