(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

APAE: Entidade orienta sobre campanhas de doações

Geral Comentários 15 de julho de 2016

Pessoas estranhas têm utilizado o seu nome da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Anápolis para pedir doações.


Não é de hoje que a APAE Anápolis recebe denúncias acerca de pessoas que utilizam o nome da instituição para pedir doações em benefício próprio. E como esses acontecimentos têm ocorrido com mais frequência, a APAE decidiu se posicionar a respeito e conscientizar a população sobre como evitar esse tipo de golpe e como fazer doações sem riscos.
A APAE Anápolis não pede doação em sinaleiros e não faz captação em estacionamentos públicos e/ou particulares. Por isso, é importante que a comunidade conheça os canais de doação e contribua, tendo a certeza de que a sua doação fará diferença na vida de milhares de pessoas que realmente necessitam.
São vários os canais de atendimento e recebimento de doações, como por exemplo, pelo site da instituição ou pelo depósito em conta bancária. Outras formas de captação de recursos, são os vários eventos realizados durante o ano, como o Baile da Amizade, o Churrasco Beneficente que acontecerá em agosto, dentre outros como, bazares, festa junina e feiras em geral. Uma forma de doação fácil e prática é através dos cofrinhos instalados em diversos estabelecimentos comercias da cidade de Anápolis. Já para aqueles que estão sempre na estrada, a APAE disponibiliza urnas de captação que estão instaladas nos pontos de pedágio das principais vias que ligam Anápolis a Brasília e Goiânia. Há também doadores mensalistas que realizam sua contribuição através de boletos emitidos todo mês pela instituição.
A APAE também busca incentivos e parcerias com empresas na cidade para a realização de eventos e manutenção dos serviços oferecidos.
Atualmente, a APAE Anápolis realiza em média 556.000 procedimentos ao mês dentro das áreas de saúde e reabilitação, e atende cerca de 10.400 pessoas ao mês em diferentes áreas como, reabilitação intelectual, física e auditiva, saúde e educação. Conta com três unidades de atendimento, a começar pelo laboratório que é responsável pela realização de exames como o teste do pezinho, o teste do olhinho, o teste da orelhinha e do suor, bem como o diagnóstico de doenças graves. O CRASA realiza os serviços de reabilitação auditiva e intelectual, além do acompanhamento psicológico e de assistência social para os familiares. Ambos se encontram no centro da cidade.
Já a Escola Maria Montessori, situada no bairro Bougainville, atende à crianças e jovens do ensino regular com deficiência intelectual e múltipla. No mesmo local encontra-se o Ambulatório Multidisciplinar Especializado onde é realizado o acompanhamento e os tratamentos precoces das doenças triadas pelo teste do pezinho. São inúmeros os benefícios oferecidos pela instituição que acredita e promove a prevenção e manutenção da saúde, reabilitação, formação e inclusão da pessoa com deficiência na sociedade.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Cartões do Renda Cidadã estão no radar do MPF

20/04/2018

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO), por meio de sua Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), instaurou, na últi...

Memorial resgata parte da história do classismo e da economia local

20/04/2018

Um acontecimento casual levou à descoberta de um acervo importante para o resgate da história da Associação Comercial e I...

Mãe se diz punida, apenas, pelo seu inconformismo

20/04/2018

Desde a morte do filho, Paulo Gabriel Lopes Tonetto, ocorrida em novembro de 2014, quando o mesmo contava, então, com 24 ano...

PRF se engaja em campanha “Eu sou do bem, Eu sou de Deus”

20/04/2018

Na manhã da última quarta-feira, 18, mais um passo importante foi dado para tornar nacionalmente difundida a campanha “Eu...