(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ação integrada busca modelo de segurança em Goiânia

Segurança Comentários 03 de novembro de 2017

Ministério Público, Prefeitura e forças de segurança conhecem Centro Integrado de Inteligência, Comando e Controle


Uma comitiva com a participação de representantes do Ministério Público, Polícia Militar, Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), do Departamento de Posturas, do Observatório de Segurança e da Câmara Municipal esteve em visita ao Centro Integrado de Inteligência, Comando e Controle (CIICC), em Goiânia, com o objetivo de conhecer o modelo implantado na Capital e que, segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública e Administração Penitenciária, tem sido um diferencial para a melhoria do atendimento à população nesta área e, também, para a redução dos índices de violência e criminalidade.
A iniciativa de conhecer o CIICC foi tomada a partir de uma reunião ocorrida na segunda-feira,30, no Ministério Público, coordenada pela promotora Sandra Mara Garbelini, com o objetivo de discutir o fortalecimento da chamada Patrulha do Silêncio, que envolve várias forças de segunça e órgãos públicos para combater a poluição sonora no Município. A visita, que aconteceu na última quarta-feira, 1º, foi agenda pelo comandante do 4º Batalhão da PM, Tenente Coronel Dakson Lima.
O Centro Integrado de Inteligência foi inaugurado no final de 2014. O local abriga as centrais de atendimento de emergência (190 – Polícia Militar, 193 – Bombeiros -, 192 – Samu e 197 – Polícia Civil), além do aplicativo IX9. No Centro também funciona a Central de Videomonitoramento (denominada Programa Olho Amigo), a Central de Monitoramento de Tornozeleiras Eletrônicas, o Sistema de monitoramento de pessoal, ocorrências e viaturas em tempo real, a Superintendência de Inteligência e Observatório de Segurança, responsáveis pela coleta e interpretação de dados, análise criminal e planejamento de ações estratégicas.
Ainda em relação à tecnologia aplicada à segurança, o CIICC conta com o Registro de Atendimento Integrado (R.A.I), onde todas as forças têm seus dados em um sistema unificado. Com o R.A.I, tanto a população quanto as instituições de segurança são beneficiadas, pois não há a necessidade de se fazer diferentes registros para o mesmo caso. Há ainda, a unificação das fontes de informações e a diminuição das subnotificações, o que contribui para melhorar a capacidade investigativa das forças policiais.
A partir da visita, a comitiva anapolina deve elaborar uma proposta para a implantação de um modelo similar no Município. Quanto à Patrulha do Silêncio, ficou acertado na reunião que o trabalho deve ser intensificado, abrangendo não só a parte de som automotivo e escapamento aberto de motocicletas, mas outros tipos de ocorrências que envolvem a perturbação do sossego público.
De acordo com a promotora Sandra Mara Garbelini, outro ponto importante, além das ações preventivas e ostensivas, é trabalhar a mudança no Código de Postura. Segundo ela, em 2012 houve uma redução na tabela de ruídos, que ficou abaixo do determinado pela norma ABNT. O que, segundo ela, foi um retrocesso e este retrocesso deve ser corrigido, agora, com a revisão da lei.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Preso procurado em 3 estados

16/11/2017

Policiais civis do Grupo de Capturas e Apoio Operacional da 3ª Delegacia Regional de Polícia, sob o comando da delegada Ali...

Casa guardava carros roubados

16/11/2017

Na última segunda-feira,13, por volta das 17h, a equipe CPE 9797, em patrulhamento pelo residencial Bela Vista, avistou um v...

Tornozeleiras para os presos anapolinos

16/11/2017

Desde a última terça-feira,14, na Comarca de Anápolis, teve início a instalação de tornozeleiras eletrônicas nos reedu...

Crimes violentos têm redução de 8,75% de janeiro a outubro

09/11/2017

O número de homicídios praticados em Anápolis de janeiro a outubro deste ano caiu 8,75% em relação ao mesmo período do ...