(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis termina 2017 com bom estoque de empregos formais

Economia Comentários 29 de dezembro de 2017

Mesmo assim, houve acentuada queda no número de vagas abertas em relação ao mês de outubro


Apesar da grande diferença na comparação com o mês de outubro, Anápolis manteve o saldo positivo na geração de empregos com carteira de trabalho assinada, em novembro, conforme mostra a última estatística do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho e Emprego. No mês, foram criados 76 novos empregos formais, contra 342 em outubro, uma diferença a menor de 266 vagas.
Anápolis ficou na segunda posição no ranking em novembro, perdendo, apenas, para Aparecida de Goiânia, onde foram abertas 90 vagas. O saldo positivo de 76 novos empregos é o resultado de 2.644 admissões e de 2.568 desligamentos, de acordo com a última estatística do CAGED.
Até novembro, registrou-se um saldo positivo de 1.572 novos empregos formais, ante 823 vagas fechadas no mesmo período do ano passado. Este ano, Anápolis mostrou saldo positivo em todos os meses, com geração de 72 novos empregos formais em janeiro; 60 em fevereiro; 60 em março; 123 em abril; 34 em maio; 85 em junho; 139 em julho; 361 em agosto; 220 em setembro, 342 em outubro e 76 em novembro.
A queda na geração de empregos formais é atribuída pelo Ministério do Trabalho e Emprego ao baixo desempenho do Estado de Goiás na estatística de abertura de vagas em novembro, quando foram fechados 6.163 postos de trabalho. O número representa o resultado de 40.401 admissões e 46.564 desligamentos. No Estado, novembro foi o quarto mês consecutivo de saldo negativo, mas bem superior ao de outubro, quando foram fechadas 1.671 vagas. Apesar da acentuada queda de novembro, Goiás continua liderando o ranking na geração de empregos na Região Centro-Oeste, com 39.319 vagas abertas ao longo do ano.
Os dados do CAGED mostram que, no Estado, apenas o setor de serviços apresentou saldo positivo em novembro, com a geração de 1.584 novos postos formais. Todos os demais setores de atividades da economia goiana tiveram saldo negativo. A liderança ficou com a agropecuária, com 2.765 vagas extintas, seguida pela indústria de transformação, com saldo negativo de 2.725 vagas, pela construção civil, com 1.580 vagas extintas e o setor de serviços, com um saldo negativo de 382 vagas. Os demais setores que, também, apresentaram saldo negativo foram os de extrativa mineral, com 181 vagas fechadas; de serviços industriais de utilidade pública, com menos 96 vagas e de administração pública, com 18 vagas extintas.
No País, o mercado de trabalho registrou o fechamento de 12.292 vagas em novembro, contrariando as expectativas de analistas econômicos e também do Governo que previam a geração de pelo menos 26 mil novos postos de trabalhos. Sete de oito setores da atividade econômica registraram diminuição de vagas. Apenas o comércio registrou saldo positivo, com a geração de 68.602 novos postos. A indústria de transformação liderou o saldo negativo com 29.006 vagas fechadas, seguida pela construção civil, com menos 22.826 vagas extintas e a agropecuária, com 21.761 vagas fechadas.

RANKING
A liderança no ranking ficou com Aparecida de Goiânia, onde foram gerados 90 empregos formais, seguida de Anápolis, 76; Jaraguá, 59; Goiatuba, 48; Jataí, 44; Caldas Novas, 39; Iporá, 31; Valparaíso de Goiás, 25; Santo Antônio do Descoberto, 11; Porangatu e Catalão com 08 e, Itaberaí, com 03.
Nas outras 24 cidades com saldo negativo, a liderança foi de Inhumas, com 1.020 vagas fechadas, seguida de Cristalina, com 1.005; Santa Helena de Goiás, 373; Mineiros, 232; Rio Verde, 183; Luziânia, 132; Goiânia, 118; Niquelândia, 96; Quirinópolis, 70; Minaçu, 71; Águas Lindas de Goiás, 56; Goianira, 53; Planaltina, 52; Uruaçu, 39; Goianésia, 34; Morrinhos, 32; Posse, 27; Cidade Ocidental, 19; Itumbiara, Senador Canedo, e Novo Gama, 18; Formosa, 16; Trindade, 10 e São Luiz dos Montes Belos, 08.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Exportações por Anápolis fecham 2017 com queda preocupante

12/01/2018

As exportações feitas por Anápolis fecharam o ano de 2017 com uma queda de 31,02% frente ao ano de 2016, conforme os dados...

Anápolis termina 2017 com bom estoque de empregos formais

29/12/2017

Apesar da grande diferença na comparação com o mês de outubro, Anápolis manteve o saldo positivo na geração de emprego...

Enel anuncia investimentos de R$ 1 bilhão para o ano que vem em todo o Estado de Goiás

22/12/2017

Sob a presidência do empresário Wilson de Oliveira, o Conselho de Consumidores da Celg (Concelg) encerrou o calendário de ...

Governo assina protocolos para garantir a expansão industrial

22/12/2017

O governador Marconi Perillo assinou, na terça-feira, 19, mais 11 protocolos de intenções para instalação de novas empre...