(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis: quinta cidade que mais arrecadou IPTU no Centro Oeste

Impostos Comentários 13 de dezembro de 2018

Na comparação percentual, entretanto, ficou na sétima colocação. O estudo foi feito pela Frente Nacional dos Prefeitos


Todos os municípios do Centro Oeste, analisados “Multi Cidades - Finanças dos municípios do Brasil”, divulgado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), registraram aumento na arrecadação do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) em 2017, se comparado com o ano anterior. Juntas, as cidades recolheram R$ 1,8 bilhão, um crescimento de 17,1%, o maior registrado entre todas as regiões do país.
O município de Várzea Grande (MT) foi o que mais alavancou seu recolhimento de IPTU na região: foram R$ 12,6 milhões arrecadados em 2017, uma alta de 29,4% em relação a 2016. Em seguida no ranking estão Aparecida de Goiânia (GO), com incremento de 19,2% na arrecadação; as capitais Goiânia (GO) e Campo Grande (MS), com altas de 18,5% e 16,3% respectivamente; Dourados (MS), que recolheu 11,2% a mais; a capital do Mato Grosso, Cuiabá, com alta de 11% e Anápolis (GO), que registrou aumento de 4,1% no período analisado.
Com uma população de 12,8 milhões de habitantes, a região Centro-Oeste somou recolhimento de R$ 1,8 bilhão em 2017. Em 2016 o valor arrecadado com IPTU foi R$ 1,5 bilhão, de acordo com os dados do anuário. Em sua 14ª edição, a publicação utiliza como base números da Secretaria do Tesouro Nacional e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentando uma análise do comportamento dos principais itens da receita e despesa municipal, tais como ISS; IPTU; ICMS; FPM; despesas com pessoal; investimento; dívida; saúde, educação e outros.

As 10 maiores arrecadações de IPTU do Centro-Oeste
1º Goiânia (GO) – R$ 453,4 milhões
2º Campo Grande (MS) – R$ 375,9 milhões
3º Cuiabá (MT) – R$ 137,8 milhões
4º Aparecida de Goiânia (GO) – R$ 107,5 milhões
5º Anápolis (GO) – R$ 57,7 milhões
6º Dourados (MS) – R$ 57,5 milhões
7º Sinop (MT) – R$ 37,5 milhões]
8º Rondonópolis (MT) – R$ 34,1 milhões
9º Três Lagoas (MS) – R$ 29,3 milhões
10º Lucas do Rio Verde (MT) - R$ 24,4 milhões


Fonte: Multi Cidades - Finanças dos Municípios do Brasil,publicação da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

Autor(a): Nilton Pereira

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Impostos

Definido o calendário fiscal do Município

10/01/2019

A Prefeitura publicou, no Diário Oficial, o calendário fiscal determinando os limites de vencimento dos tributos, taxas, re...

Proposta quer extinguir 10 tributos como o IOF e a Cofins

13/12/2018

A comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou, esta semana, um projeto de reforma tributária que substitui dez dos a...

Anápolis: quinta cidade que mais arrecadou IPTU no Centro Oeste

13/12/2018

Todos os municípios do Centro Oeste, analisados “Multi Cidades - Finanças dos municípios do Brasil”, divulgado pela Fr...

Arrecadação estadual por Anápolis cresceu 17,79 % no ano passado

25/01/2018

A arrecadação de tributos e contribuições estaduais na área de atuação da Delegacia Regional de Fiscalização de Aná...