(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis pode chegar forte na sucessão de Marconi

Política Comentários 26 de outubro de 2017

Vice-Prefeito de Anápolis, Márcio Cândido, é apontado como alternativa para vice na chapa da base aliada


Embora muitos acreditem que ainda é muito cedo para se falar em nomes para a sucessão estadual, é fato que, nos bastidores, as conversas estão acontecendo e já estão bem avançadas, ao ponto de surgirem indicações de nomes para ocupar as cabeças-de-chapa e também o cargo de vice, que está no bôjo da disputa e, de uns tempos para cá, ganhou bastante relevo nas tratativas políticas.
Um dos nomes cogitados para compor a chapa da base aliada do Governador Marconi Perillo, que tem como virtual candidato o atual Vice-Governador, José Eliton, é o Vice-Prefeito de Anápolis, Márcio Cândido. Menções ao seu nome têm sido recorrentes na imprensa, não apenas local mas também na regional. E, quase sempre, as análises são as mesmas.
O primeiro fator positivo apontado é que Márcio Cândito é um nome novo no cenário político goiano e, por isso, não pesa contra ele nenhum desgaste. Segundo, é um nome ligado ao segmento evangélico, cuja força não se pode menosprezar. Terceiro, é um nome de Anápolis, que sempre deu a Marconi vitórias expressivas e Anápolis, vale lembrar, é o terceiro maior colégio eleitoral de Goiás, com um peso decisivo em termos de votos. Quarto, é do PSD, partido da base e de quebra tem bom trânsito no PTB do Deputado Jovair Arantes e do Prefeito Roberto Naves. Forças políticas importantes no atual momento político do Estado e que, certamente, serão também protagonistas neste processo político.
Márcio Cândido é reservado ao falar sobre o assunto. Sabe ele que, no jogo político, nem sempre sair na frente segnifica chegar na ponta, lá na frente, quando efetivamente as escolhas forem feitas. Mas, ele sabe também que há uma conjunção de fatores positivos a seu favor e, sendo assim, não descarta a possibilidade de encarar mais este desafio que, sem dúvida, seria um grande salto na sua carreira e não deixaria de ser um posicionamento bom para Anápolis, que precisa manter o seu status de força política em Goiás. E, diga-se de passagem, em política, só se tem força quando se tem candidatos e quando se busca votos.
Há muita coisa ainda para acontecer no processo sucessório estadual. Mas, certamente, independente de nomes, é fundamental que a participação de Anápolis seja forte e representativa e à altura do que o Município tem de história na política de Goiás.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

PArlamento Jovem - Estudante anapolina figura entre os 12 nomes selecionados

16/08/2018

Três estudantes vão representar Goiás na edição 2018 do Programa Parlamento Jovem Brasileiro 2018. A lista dos seleciona...

Anápolis terá candidatos em todos os cargos da eleição de outubro

16/08/2018

A Justiça Eleitoral encerrou, na última quarta-feira, 15, o período para o registro de candidaturas que vão concorrer às...

Candidato defende plataforma de valorização da família

16/08/2018

Ex-candidato à Prefeitura de Anápolis no pleito de 2016, o advogado Valeriano Abreu, que ficou conhecido na vida pública p...

“Não entro na disputa para ser uma mera figurante”, diz candidata do PT

16/08/2018

No sexto ano de exercício do mandato de vereadora em Anápolis, a Professora Geli encara um desafio que deve ser o maior de ...