(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis irá receber programa ProCarga Goiás

Segurança Comentários 21 de maio de 2015

Anúncio foi feito pelo secretário Joaquim Mesquita, durante reunião com o jornalista Vander Lúcio Barbosa, representando o Rotary Clube e o Sindicato do Comércio Atacadista


A secretaria estadual de Segurança Pública realizará, no Município, uma reunião de articulação do ProCarga Goiás, programa criado no ano passado com o objetivo de unir iniciativas para prevenir e combater o roubo de cargas no Estado. O assunto foi tratado durante audiência solicitada pelo jornalista Vander Lúcio Barbosa junto ao secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás, Joaquim Mesquita, a pedido do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor de Anápolis. O encontro ocorreu na última terça-feira, 19, e contou com a participação do superintendente de Inteligência da SSP-GO, Marcelo Aires Medeiros.


Acompanhou o jornalista Vander Lúcio Barbosa, o empresário Moacir Lázaro de Melo. Ambos, representando o Rotary Clube, entregaram, em mãos, ao secretário Joaquim Mesquita, um documento solicitando atenção especial da Pasta, para o problema do furto e roubo de cargas que vem ocorrendo na região de Anápolis. A Cidade está sendo apontada como uma das principais rotas deste tipo de crime, inclusive, com menção em reportagem sobre o tema no programa “Fantástico”, exibido pela Rede Globo.


“A mídia noticia, diária e constantemente, casos e mais casos de veículos interceptados por grupos marginais nas rodovias, nos pátios dos postos de combustíveis, assim como nos mais variados setores, com a subtração dos volumes constantes dos carregamentos, o que resulta em altos prejuízos financeiros para as empresas, incluindo as que ficam sem os caminhões e carretas, sem contar o principal, que são as vidas dos motoristas colocadas em risco”, destaca o documento que foi entregue ao titular da SSP-GO.


“Os empresários atacadistas estão preocupados com esta imagem negativa e, mais do que isso, com os prejuízos que o crime organizado do roubo de cargas está trazendo para Goiás e, especificamente para Anápolis, devido à sua condição como polo comercial e industrial”, destacou o jornalista Vander Lúcio Barbosa. Em recente matéria publicada pelo Jornal Contexto, o Delegado do 6º Distrito Policial, Manoel Vanderic Filho, sinalizou que por a Cidade estar na rota deste crime, muitas operadoras de transporte de cargas estão recomendando aos seus motoristas a troca de itinerário, evitando passar pela região. Além do que, as seguradoras estão dificultando e, em alguns casos, até recusando fazer apólices para as empresas devido a esta alta incidência de furto e roubos de cargas.


 


Ações


O secretário Joaquim Mesquita assegurou que a Secretaria de Segurança Pública está atenta ao que vem ocorrendo em relação ao furto de cargas da região de Anápolis e, por isso mesmo, determinou a realização de uma reunião do ProCarga Goiás, no Município, em data ainda a ser agendada. “Anápolis merece uma atenção especial, pelo fato de ser um polo muito forte do comércio e da indústria e, devido a essa condição, tem um movimento muito grande de caminhões nas rodovias que cortam a região principalmente as federais”, assinalou o secretário.


Ainda de acordo com Joaquim Mesquita, algumas ações do ProCarga Goiás já vêm sendo realizadas no Município. Porém, este trabalho será ampliado envolvendo, também, a participação do setor privado, no caso, com o Sindicato do Comércio Atacadista. “É extremamente importante termos esta parceria, para o êxito das nossas ações”, ressaltou.


 


O programa


O superintendente de Inteligência da SSP-GO, Marcelo Aires, informou ao Jornal Contexto que o ProCarga Goiás envolve um trabalho articulado da secretaria com todos os órgãos ligados à segurança pública: Polícia Militar; Polícia Civil; Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Além disso, o programa busca o envolvimento do Ministério Público, do Poder Judiciário e da iniciativa privada, com vistas a criar um elo forte para tratar este tipo de crime que, em sua maioria, envolve quadrilhas com grande poderio de organização.


Questionado sobre o envolvimento de empresa na receptação das mercadorias roubadas pelas quadrilhas, Marcelo Aires disse que o setor de inteligência tem trabalhado para identificar esse elo do crime, em Anápolis e demais regiões do Estado. E, a partir de agora, as ações serão reforçadas pela Secretaria Estadual da Fazenda, que será acionada e poderá, amparada legalmente, punir as empresas receptadoras no âmbito fiscal e, até, levar ao fechamento do estabelecimento que incorrer no ilícito. “É uma ferramenta que já podemos utilizar e que é um diferencial de Goiás para o País, no enfrentamento ao crime de roubo e furto de cargas”, ressaltou o superintendente.


 


Expectativa


Para o jornalista Vander Lúcio Barbosa, a reunião com a Secretaria de Segurança Pública superou todas as expectativas. “Anápolis e região serão amplamente atendidas com ações efetivas de prevenção e combate ao roubo de cargas, que infelizmente, traz uma imagem negativa, além dos prejuízos que causam aos nossos empresários”, disse, acrescentando que outros assuntos foram colocados na reunião com o secretário Joaquim Mesquita, dentre eles, a paralisação das obras do Presídio e do Case (Centro de Internação de Menores). O secretário, neste caso, disse que a Agência Goiana de Transporte e Obras Públicas (Agetop), que é responsável pelo andamento das respectivas obras, vai se empenhar pela conclusão das mesmas. Além disso, o secretário também falou a respeito da utilização das tornozeleiras eletrônicas para os apenados do regime semiaberto, uma vez que Anápolis não tem um local físico para o pernoite dos condenados.


 


Centro de Inteligência


Durante a visita, o secretário também mostrou o funcionamento do Centro Integrado de Inteligência, Comando e Controle, inaugurado em 2014, com investimento da ordem de R$ 9,7 milhões. O CIICC abriga as centrais de atendimento de emergência (190 - Polícia Militar, 193 - Bombeiros -, 192 - SAMU e 197 - Polícia Civil), além do aplicativo 19X. E, também, funciona a Central de Videomonitoramento (Programa Olho Amigo); a Central de Monitoramento de Tornozeleiras Eletrônicas; o Sistema de monitoramento de pessoal; ocorrências e viaturas em tempo real, a Superintendência de Inteligência e Observatório de Segurança, responsáveis pela coleta e interpretação de dados, análise criminal e planejamento de ações estratégicas.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Comitiva do Ministério da Ciência e Tecnologia visita a ALA 2

12/10/2017

Na última terça-feira,11, uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) visitou...

Implantação do Polo de Defesa poderá ter linha de crédito federal

12/10/2017

Resultado da reunião ocorrida na última terça-feira, 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o projeto de implantaç...

Fugas expõem fragilidade na segurança da Cadeia Pública

06/10/2017

No domingo, primeiro de outubro, quatro presos conseguiram escapar do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” ap...

ALA 2 começa a se preparar para receber os primeiros caças Gripen

08/09/2017

Denominada de Base Aérea de Anápolis até dezembro do ano passado e, a partir de então, de ALA 2, a unidade local da Forç...