(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis ganha grupo para combater furto e roubo de cargas

Segurança Comentários 09 de outubro de 2015

Grupo Especial de Repressão a Crimes contra o Patrimônio já obteve sinal verde da Secretaria de Segurança Pública. Instalação deve ocorrer ainda este mês


O combate aos crimes de furto e roubo de cargas em Anápolis e região será intensificado a partir de agora, com a criação do Grupo Especial de Repressão a Crimes contra o Patrimônio. A instalação do Gepatri partiu de uma reivindicação conjunta do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor, do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (SITTRA) e Rotary Clube Anápolis Oeste, com o apoio do Jornal Contexto.


Na última quarta-feira, 07, em reunião com o Delegado Geral da 3ª Regional da Polícia Civil, Álvaro Cássio, o jornalista Vander Lúcio Barbosa - que foi o porta-voz das entidades no encaminhamento da reivindicação junto à Secretaria de Segurança Pública- recebeu, em caráter oficial, a notícia de instalação do Gepatri, após a aprovação do projeto por parte da Direção Geral da Polícia Civil de Goiás.


Segundo o Delegado Álvaro Cássio, trata-se de uma conquista importante para Anápolis, visto que nos últimos anos o Município tem sido apontado como uma das principais rotas para as quadrilhas especializadas em furtos e roubos de cargas, devido à condição logística da Cidade. Conforme adiantou, o grupo especializado foi idealizado de tal forma que não demandou a criação de uma estrutura própria, o que seria bastante oneroso e difícil, em razão da limitação de pessoal.


O Gepatri - informou Álvaro Cássio - está sendo instalado no 7º Distrito Policial, localizado no Parque Brasília. A escolha deste DP, também, não ocorreu por acaso, mas em face ao planejamento que mostrou ser o mesmo o que tem menor circunscrição, ou seja, uma menor área de cobertura, o que possibilitará agregar a nova demanda de serviços. Além disso, outro desdobramento do projeto foi o remanejamento de delegados, visando uma nova dinâmica para o trabalho da Polícia Civil em Anápolis e nos mais de 20 municípios que compõem a Regional. (Veja matéria correlata)


Para o jornalista Vander Lúcio Barbosa, a instalação do Gepatri atende à reivindicação dos setores empresariais e dos trabalhadores que atuam no segmento de movimentação de cargas, que são enormemente penalizados não apenas com as perdas materiais, mas, sobretudo, a perda de vidas com a ação das quadrilhas que atuam na região. “Com certeza, é um marco importante para Anápolis e vamos continuar dando o nosso apoio para que a Polícia Civil possa fazer um trabalho produtivo nesta área”, ressaltou.


Ainda de acordo com o Delegado Álvaro Cássio, o Gepatri desenvolverá ações preventivas e ostensivas, coordenadas com o setor de inteligência da Secretaria de Segurança Pública, no âmbito do programa ProCarga Goiás, que envolve a parceria com a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e segmentos organizados da sociedade. Ainda não foi confirmada a data para a solenidade oficial de instalação do Grupo, uma vez que depende ainda do acerto de agenda com as autoridades da SSP/GO que deverão participar do ato. “Mas, a intenção é que seja, ainda, dentro deste mês”, reforçou Álvaro Cássio.


 


Preparação


O Gepatri será comandado pelo Delegado Daniel Nunes, titular do 7º DP. Ao Jornal Contexto, ele adiantou que o Grupo Especial de Repressão ao Crime contra o Patrimônio, como está descrito na sua nomenclatura, não atuará não somente nas ocorrências de furtos e roubos de cargas, mas, todas aquelas que atentem contra o patrimônio das pessoas. Ele disse que outro foco importante será o furto e roubo de veículos, que, também, é uma questão preocupante para a Polícia Civil.


O Delegado salientou que o Gepatri ainda está se estruturando para iniciar, efetivamente, os seus trabalhos. Conforme observou, é necessário que os agentes e escrivães passem por um treinamento específico, principalmente, no que tange às ocorrências de furto e roubo de cargas, que demandam, também, nas operações, a utilização de armamento diferenciado. Ele destacou que espera contar com o apoio da Direção Geral e da Regional da Polícia Civil, bem como da sociedade anapolina, para que o Grupo Especial possa realizar um bom trabalho. “Nós estamos muito motivados”, acrescentou.


Questionado sobre as mudanças processadas nas delegacias sediadas em Anápolis, o Delegado Daniel Nunes afirmou que as considera positiva. “É uma forma de oxigenar a corporação e dá oportunidade aos delegados de encararem novos desafios em suas funções”, destacou.


 


 


O que muda na Regional da Polícia Civil


A instalação do Grupo Especial de Repressão a Crimes contra o Patrimônio acabou ensejando mudanças no comando das delegacias sediadas em Anápolis. E não foram poucas as mudanças feitas pelo Delegado Geral Álvaro Cássio. Veja quais foram as mudanças:


A Delegada de Polícia Geinia Maria Etherna, que era titular no 5º DP passa, agora, a ser Delegada Titular do 1º DP. O Delegado Carlos Antônio da Silveira, do 2º DP, passa a atuar como Delegado Adjunto no 1º DP, que passa, portanto, a ser reforçado com dois delegados.


O Delegado Hélio Rodrigues de Sousa, então lotado no 4º DP, vai responder, a partir de agora, pelo 2º DP, também respondendo pela Delegacia de Meio Ambiente. O Delegado Glaysson Charles Resende deixa o 3º DP e passa a responder pelo 4º DP. O Delegado Éder Ferreira Martins, então titular no 7º DP, estará no comando do 5º DP.


O Delegado Daniel Nunes Guimarães deixa o 1º DP para assumir o 7º DP, ao qual foi incorporado o Gepatri. Por fim, o Delegado de Polícia Rodrigo Arana Vargas, que estava na Delegacia de Goianápolis, assume a titularidade do 3º DP, que responde, ainda, pela Delegacia do Consumidor.


 


 


Videoconferência e valorização pessoal


Anápolis, sede da 3ª Regional da Polícia Civil, é uma das primeiras cidades do interior do Estado a implantar o sistema de videoconferência da Secretaria de Segurança Pública. Com esse sistema, segundo a escrivã de polícia e analista criminal do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac), Cynthia Mendes Franco, as trocas de informações entre os delegados regionais e estes com o comando da SSP/GO e da Direção Geral da Polícia Civil ocorrerão em tempo real e sem a necessidade de deslocamentos, agilizando, desta forma, as atividades que envolvem as rotinas das autoridades policiais.


Além disso, outra vantagem é que, por este sistema, será possível ouvir presos pelo regime de precatório, que é quando os mesmos se encontrarem em outra comarca. O sistema pode, também, ser utilizado para a apresentação de projetos e uma série de outras funcionalidades.


Nesta sexta-feira, 09, a Delegacia Regional de Anápolis inaugura o quadro de Destaques do Mês, com o objetivo de valorizar policiais, escrivães e delegados que tiveram ações relevantes e se descaram. Além de ter a foto inserida no mural, o servidor receberá um elogio e um prêmio de R$ 500. Segundo o delegado Álvaro Cássio, é uma forma de reconhecer o esforço individual e das equipes de trabalho da Polícia Civil, no âmbito da 3ª Regional.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Projeto tem o apoio do Exército, da Marinha e da Aeronáutica

08/12/2017

A audiência pública realizada no último dia 4 na sede da Associação Comercial e Industrial de Anápolis, para debater a ...

Caso do Uber - Acusado diz: “queria somente divertir”

08/12/2017

O acusado de roubar na semana um veículo Uber e restringir a liberdade do motorista Cleyton da Silva Nascimento já está pr...

Treinamento para delegadas, agentes e escrivãs

30/11/2017

A 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Anápolis realiza vários cursos de atualização voltados para delegados, agen...

Ruas do centro terão policiamento ostensivo durante o fim de ano

30/11/2017

O policiamento nas regiões de maior presença do comércio em Anápolis, terão o policiamento reforçado neste final de ano...