(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis fechou 280 postos de trabalho formais em setembro

Cidade Comentários 28 de outubro de 2016

Dados do CAGED apontam que, no mês, foram demitidos 2.865 trabalhadores com carteira assinada e admitidos outros 2.585


Depois de sucessivos saldos negativos ao longo do ano, interrompido somente em agosto com um saldo positivo de 91 novos postos formais de trabalho, Anápolis voltou a registrar saldo negativo em setembro na geração de empregos celetistas. É o que aponta a última estatística do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho e Emprego.
No mês, de acordo com o CAGED, foram realizadas 2.865 demissões e 2.585 contratações, resultando em um saldo negativo de 280 vagas de trabalho com carteira assinada fechadas. Com esse resultado, Anápolis ficou na quarta posição entre as cidades goianas com mais de 30 mil habitantes que mais fecharam postos de trabalho, perdendo, apenas, para Goiânia, onde foram extintas 1.259 vagas, Cristalina, com saldo negativo de 379 vagas e Rio Verde, onde foram fechadas 403 vagas.
No Estado
Em todo o Estado, a estatística mostra que Goiás teve o pior resultado para o mês de setembro desde 2003, com a perda de 4.492 postos de trabalho com carteira assinada. O número representa, também, a maior queda do ano, com 46,3 mil desligamentos, contra 41,8 mil admissões. Em agosto, Goiás registrou um saldo positivo de 956 novas vagas de trabalhos formais
A indústria de transformação foi o setor da economia goiana com o maior saldo negativo em setembro, com 2.288 vagas fechadas, com a maioria dos desligamentos registrada nas indústrias químicas de produtos farmacêuticos, veterinários e de perfumaria. A agropecuária foi o segundo segmento com maior saldo negativo, com 939 postos de trabalho extintos, a maioria deles fechados por causa do fim da safra, segundo justifica o CAGED.
Desemprego desacelera
No País, os dados do mercado formal registraram uma perda de 39.282 postos de trabalho, bem menor que o saldo negativo de setembro do ano passado, quando foram fechadas 96.602 vagas. Mesmo assim, o saldo negativo de setembro foi maior do que o de agosto, quando foram fechados 33.953 postos de trabalho, números que indicam, também, que o desemprego desacelerou no confronto com setembro do ano anterior.
Em Goiás, de um total de 35 municípios com mais de 30 mil habitantes, 22 registraram saldo negativo na geração de empregos e, apenas, 13 apresentaram saldo positivo. Entre os municípios com saldo negativo, a liderança ficou com Goiânia (-1.259), seguida por Rio Verde (-403); Cristalina (-357); Anápolis (-280), Goianésia (-256) e Aparecida de Goiânia (-156). Fazem parte também da lista com saldo negativo os municípios de Luziânia (-90); Goianira (-75); Inhumas (-73); Minaçu (-54), Catalão (-48) e Mineiros (-38) e Uruaçu (-29). Os números dos demais municípios com saldo negativo variam de 03 a 21 postos de trabalho formais fechados.
Em contrapartida, apresentaram saldo positivo os Municípios de Morrinhos, com 302 novas vagas; Niquelândia, 286; Itumbiara, 89; Quirinópolis 81; Águas Lindas de Goiás, 59; Formosa, 48; Caldas Novas, 32; Porangatu, 20; Trindade, 15 e Goiatuba. Os demais municípios goianos com saldo positivo criaram novos postos de trabalho com carteira assinada que variam entre duas e onze vagas.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Oposição e situação criam embate por situação do PETI

19/04/2017

Ao usar a tribuna na sessão de quarta-feira ,19, o vereador Antônio Gomide (PT) falou sobre a necessidade de a gestão muni...

Caixa equilibrado foi a maior conquista, avalia Roberto Naves

12/04/2017

Numa entrevista coletiva, com a presença de quase todos os membros de seu secretariado e de vários vereadores, o Prefeito R...

Prefeitura anuncia revitalização do Mercado Municipal em curto prazo

07/04/2017

O Mercado Municipal “Carlos de Pina” é um dos principais pontos turísticos da cidade e também um local tradicional de ...

Alvará de funcionamento terá rigorosa fiscalização na Cidade

23/03/2017

A Divisão de Fiscalização e Posturas vai desencadear, no início de abril, uma intensa e rigorosa fiscalização em todos ...