(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis fechou 1.742 postos de trabalho no 1º semestre

Cidade Comentários 28 de julho de 2016

No mês de junho foram desativados 609 empregos celetistas, considerado o pior resultado do ano. Em contrapartida, Goiás lidera o ranking dos estados que mais geraram empregos no período


Anápolis fechou 609 postos de trabalho com carteira assinada em junho, o segundo pior desempenho entre as 36 cidades goianas com mais de 30 mil habitantes. Ficou atrás, apenas, de Formosa, que perdeu 786 empregos formais. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados na última quinta-feira (28). O saldo negativo de junho é o resultado de 3.157 demissões e 2.548 admissões.
“O resultado negativo de julho foi o pior mês do ano”, disse a coordenadora do Posto de Atendimento do SINE, Fernanda Ribeiro de Oliveira, revelando que, entre as 3.157 baixas, 2.131 ocorreram sem justa causa; 551 a pedido dos próprios trabalhadores; 392 por causa de encerramento de contratos, 42 por justa causa e sete por morte. Já, entre as 2.548 admissões, 2.238 foram para o reemprego, 23 para o primeiro emprego e cinco reintegrações.
Os dados apontam que em Anápolis, apenas o segmento da construção civil continua contratando, com a geração de 44 novas vagas. O Comércio foi o setor que mais fechou postos de trabalho em junho, com um saldo negativo de 292 vagas, seguido pelo de serviços, também, com saldo negativo de 167 postos e pela indústria de transformação, que fechou 159 empregos celetistas e a agropecuária, com uma queda de 30 vagas.
Com isto, Anápolis acumula uma perda de 1.742 empregos celetistas no primeiro semestre deste ano, resultado de uma seqüência de fechamento de postos de trabalho desde o final do ano passado. Em contrapartida, Goiás lidera, com folga, o ranking dos estados que mais geraram postos de trabalho no mesmo período, com a criação de 16.614 novas vagas de janeiro a junho. Além de Goiás, apenas Mato Grosso registrou número positivo no primeiro semestre, com a criação de 5.730 novas vagas neste ano.
No Estado
Se para Anápolis os dados de junho do CAGED foram negativos, para o Estado eles mantiveram o saldo positivo, com a geração de 3.369 postos de trabalho com carteira assinada. Perdeu, apenas, para Minas Gerais, que abriu 4.567 novas vagas. No mês, apenas outros seis estados tiveram saldo positivo, também de acordo com os números do CAGED de junho, que apontam uma queda de 91.032 empregos em todo o País.
No Estado, a agropecuária liderou a lista de atividades que apresentaram números positivos, com 1.860 vagas, acompanhada pelo segmento de serviços, com 1.102 novos empregos. A indústria de transformação, com 1.019 novas vagas e a construção civil, com um saldo positivo de 650 foram os outros dois segmentos que mais geraram postos de trabalho em Goiás junho, também de acordo com os dados do Cadastro.
Apesar da sequência de números negativos, Anápolis é a cidade goiana com a maior oferta de vagas de empregos formais, segundo dados do Sistema Nacional de Empregos (SINE). Na manhã da última quinta-feira (28) estavam disponíveis no órgão, 500 vagas de trabalhos formais captadas em empresas da Cidade, número que caiu para 455 no mesmo dia, depois que 45 trabalhadores foram encaminhados às empresas.
Os funcionários do órgão explicam essa contradição, afirmando que a dificuldade em preencher as vagas oferecidas se deve à falta de qualificação da maioria das pessoas que procuram o Posto de Atendimento do SINE em busca de um emprego. Segundo eles, por dia, o órgão atende entre 300 e 350 pessoas/dia, mas a falta de qualificação tem sido o maior empecilho para a ocupação das vagas em oferta.

Autor(a): Ferreira Cunha

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Anápolis gerou 139 novos empregos formais em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo, Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, a...

Anápolis mantém redução alta em casos de dengue

18/08/2017

A dengue tem dado uma trégua em Anápolis, desde o começo do ano. No último boletim epidemiológico divulgado pela Secreta...

Desvio de rede de esgoto interdita trecho da Avenida Brasil

18/08/2017

O diretor geral da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte, Carlos Cezar Toledo, comentou, em sua rede social, sobre as...

Gerados 139 novos empregos em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, al...