(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis está entre os 30 maiores importadores do País

Economia Comentários 12 de agosto de 2016

Apesar de estar bem posicionado no ranking nacional, Município registra quedas acentuadas no volume de vendas e compras internacionais


Uma boa e uma má notícia em relação à balança comercial de Anápolis: no levantamento feito pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, relativo ao mês de julho, o Município aparece como a 30ª cidade brasileira com maior volume de importações e a primeira colocada no ranking de Goiás. Por outro lado, no balanço do período de janeiro a julho deste ano, comparativamente ao mesmo período do ano passado, as importações e as importações feitas por Anápolis registraram quedas significativas.
De janeiro a julho deste ano, conforme os dados do MDIC levantados pelo Jornal Contexto, as importações feitas por Anápolis registraram volume de US$ 657,7 milhões, contra US$ 990,9 milhões em igual período de 2015. Portanto, uma queda na ordem de 33,62%. Na mesma avaliação, as exportações feitas por Anápolis tiveram uma queda de 16,24%. No ano passado, o volume apurado foi de US$ 126,2 milhões e, este ano, US$ 105,7 milhões.
Em julho, as exportações foram de, apenas, US$ 2,0 milhões, contra US$ 24,3 milhões do mês anterior, uma queda de 91,73%. Em relação às importações, o volume apurado no mês de julho foi de US$ 88,6 milhões, 3,20% maior do que o volume apurado em junho, que foi de US$ 85,9%.
Com participação de 76,75% sobre os valores apurados para as exportações feitas por Anápolis no mês de julho, os Países Baixos (Holanda) continuam liderando o ranking dos 10 principais mercados de destino das vendas externas, seguido por: Estados Unidos (10,77%); Coréia do Sul (2,84%); Paraguai (2,00%); Cuba (1,52%); França (12,50%); Índia (1,05%); Bolívia (0,76%), Nigéria (0,57%) e Argentina (0,53%).
A Alemanha lidera o ranking dos 10 maiores fornecedores, com 31,23% de participação sobre o total das importações feitas por Anápolis no mês de julho, seguido por: Coréia do Sul (15,93%); Estados Unidos (12,97%); China (7,12%); Índia (7,02%); Japão (6,09%); Suíça (5,31%); Itália (3,42%), Canadá (2,10%) e México (1,85%).
Os principais produtos na pauta das exportações feitas por Anápolis são a soja e seus derivados, com 80,75% do total das vendas externas apuradas no mês de julho. Máquinas, equipamentos e aparelhos de reposição; artefatos de construção e medicamentos, também, fazem parte da extensa lista de produtos exportados por Anápolis. Quanto às importações, com 39,06% de participação nas operações feitas por Anápolis no mês de julho, a lista é liderada pela linha de produtos que inclui sangue humano; sangue animal preparado para usos terapêuticos, profilácticos ou de diagnóstico; antissoros; outras fracções do sangue; produtos imunológicos modificados, mesmo obtidos por via biotecnológica; vacinas, toxinas e culturas de microrganismos. A lista tem, ainda, automóveis; peças e acessórios de veículos; máquinas de lavar louça; máquinas e aparelhos para limpar ou secar garrafas ou outros recipientes; máquinas e aparelhos para encher, fechar, rolhar ou rotular garrafas, caixas, latas, sacos ou outros recipientes; máquinas e aparelhos para capsular garrafa.

Ranking goiano e nacional das exportações

GO/Município/BR
1º Rio Verde - 48º
2º Alto Horizonte - 111º
3º Itumbiara - 112º
4º Barro Alto - 138º
5º Palmeiras de Goiás - 147º
6º Luziânia - 157º
7º Ouvidor - 160º
8º Goiânia - 168º
9º Anápolis - 179º
10º Crixás - 190º

Ranking goiano e nacional das importações

GO/Município/BR
1º Anápolis - 30º
2º Catalão - 52º
3º Aparecida de Goiânia - 96º
4º Rio Verde - 149º
5º Goiânia - 168º
6º Jataí - 200º
7º Itumbiara - 265º
8º Senador Canedo - 283º
9º Nerópolis - 366º
10º Goiatuba - 392º

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...