(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis entra na era da indústria de segurança

Cidade Comentários 03 de junho de 2016

Logística do Município favorece projeto de inteligência e produção de material bélico


O Estado de Goiás terá a instalação de um sistema de segurança institucional que envolve desde projetos de inteligência, até indústria bélica, com a fabricação de veículos e equipamentos de defesa. E, este complexo tem tudo para ser implantado em Anápolis. A iniciativa, que já tem sinal verde do Ministério da Defesa, do Governo do Estado e da Prefeitura deve avançar assim que for aprovado o novo Plano Diretor do Município, ora em discussão na Câmara Municipal.
Este foi um dos assuntos em debate na Reunião Ordinária de Diretoria da Associação Comercial e Industrial, na noite de quarta-feira, 01, com a participação do Delegado Regional da ADESG (Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra), jornalista Gilberto Alves Marinho. Ele destacou que a ADESG é uma instituição apartidária e que se propõe a discutir temas de interesse nacional, oferecendo apoio, sugestões e participando, ativamente do processo desenvolvimentista do Brasil. Segundo ele, a ESG (Escola Superior de Guerra) tem uma longa folha de serviços prestados à Nação, com a preparação de líderes e a elaboração de programas estratégicos de crescimento e, por conta disso, possui respeitabilidade e credibilidade para esta participação.

O encaminhamento
Em março último foi endereçado um ofício (número 365/16) do Governo do Estado ao, então, Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, em que constam propostas e ideias para se instalar o sistema em Goiás e a preferência é Anápolis, tendo em vista a existência da Base Aérea, que já faz a segurança do espaço aéreo na região de Brasília; do Porto Seco; da Plataforma Multimodal e, principalmente, do Aeroporto Internacional de Cargas. O Delegado da ADESG adiantou que Goiânia já tem uma representação de elite do Exército Brasileiro, além de ser a segunda maior estrutura de reparos em aeronaves do Brasil. De acordo com ele, se forem computados reparos em aeronaves de médio e pequeno portes, Goiânia fica em primeiro lugar nacional e que, na região de Formosa funciona outro importante sistema de defesa. Gilberto Marinho disse que o então, Ministro Aldo Rebelo se identificou e ficou entusiasmado com a ideia. O projeto global prevê a criação de cursos superiores específicos nas áreas de industrialização bélica, inteligência computadorizada, logística e outros procedimentos necessários. Além disso, o eixo econômico Brasília/Anápolis/Goiânia, de acordo com estudos estratégicos do Governo Federal, vai ser, em 30 anos, o segundo mais importante do País, ficando atrás, somente, do eixo Rio/São Paulo. Isto significa mais investimentos públicos e privados, melhoria na qualidade de vida e mais avanços educacionais para a região.
Este assunto, por sinal, vai ser tema de um amplo seminário previsto para acontecer em novembro e, até lá, os idealizadores pretendem ampliar a discussão a esse respeito. De acordo com Gilberto Alves Marinho, as lideranças de Anápolis precisam se mobilizar, tendo em vista que outros municípios de Goiás, também, estariam interessados em sediar o referido projeto.

Espaço físico
O projeto global, todavia, depende de algumas adaptações no Plano Diretor do Município. Vários vereadores, dentre eles Eli Rosa; Amilton Filho; Jakson Charles; Jean Carlos, Maria Geli e Lisieux Borges participaram do encontro e prometeram colaborar, ao máximo, para que as modificações pretendidas sejam incorporadas ao projeto ora em apreciação na Câmara Municipal.
Isto, porque, algumas vertentes da proposta dependem de áreas específicas, com certas restrições, devido, principalmente, aos riscos que podem advir com o funcionamento de fábricas que se utilizam de material químico e, em alguns casos, de pólvora. Mas, de acordo com os idealizadores da proposta, indústria de segurança não se resume, apenas, à fabricação de armas e equipamentos. Para eles, a tecnologia, hoje, é largamente empregada neste setor e por conta disso, exigem-se altos investimentos na instalação de escolas, projetos informatizados e outros recursos já utilizados nos chamados países desenvolvidos.

Desdobramentos
Durante a reunião, o representante da CODEGO (Companhia de Desenvolvimento do Estado de Goiás) Leonardo Jaime disse que, no que depender da Administração Estadual, tudo será feito para que Anápolis seja escolhida para sediá-lo. Alertou que outros municípios goianos estão investindo alto em tecnologia e citou o caso de Jataí, que deverá ser a primeira cidade no Brasil movida, totalmente, com energia solar, além de Palmeiras de Goiás, que está recebendo um grande projeto de indústria da aviação.
O arquiteto Luiz Rosa, consultor do Ministério da Aeronáutica, disse que a Força Aérea Brasileira, através do brigadeiro Alcides Teixeira Barbacovi (que já foi comandante da Base Aérea de Anápolis) confirmou os altos investimentos para o Município e tem vivo interesse em ocupar mais áreas com projetos de edificação, a criação de oficinas e hangares, além de outros equipamentos indispensáveis para seu programa de expansão.
O Presidente Anastácios Apostolos Dagios disse que a ACIA vai acompanhar de perto, fazer gestões e buscar a viabilização deste projeto que considerou inovador, futurista e que dará a Anápolis um lugar de destaque entre as principais cidades brasileiras.

Autor(a): Nilton Pereira

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Oposição e situação criam embate por situação do PETI

19/04/2017

Ao usar a tribuna na sessão de quarta-feira ,19, o vereador Antônio Gomide (PT) falou sobre a necessidade de a gestão muni...

Caixa equilibrado foi a maior conquista, avalia Roberto Naves

12/04/2017

Numa entrevista coletiva, com a presença de quase todos os membros de seu secretariado e de vários vereadores, o Prefeito R...

Prefeitura anuncia revitalização do Mercado Municipal em curto prazo

07/04/2017

O Mercado Municipal “Carlos de Pina” é um dos principais pontos turísticos da cidade e também um local tradicional de ...

Alvará de funcionamento terá rigorosa fiscalização na Cidade

23/03/2017

A Divisão de Fiscalização e Posturas vai desencadear, no início de abril, uma intensa e rigorosa fiscalização em todos ...