(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis arrecadou mais de R$ 4.5 bilhões em 2018

Economia Comentários 17 de janeiro de 2019

Depois de sucessivas quedas, a arrecadação cresceu 8,17% no ano passado


A arrecadação de tributos e contribuições federais na área de abrangência da Delegacia de Anápolis da Receita Federal aumentou 8,17% em 2018, quando comparada com que foi arrecadado em 2017. No ano, a soma da arrecadação fazendária com a previdenciária alcançou mais de R$ 4.533 bilhões, ante R$ 4.191 bilhões no ano anterior, o que representa uma arrecadação adicional de mais de R$ 342.268 milhões ou o incremento de 8,17%.
Os números das duas arrecadações foram divulgados essa semana pela Equipe de Previsão e Análise da Arrecadação da 1ª Região Fiscal, da qual fazem parte as delegacias de Brasília; Goiânia; Anápolis; Cuiabá; Campo Grande, Dourados e Palmas além das alfândegas da Receita Federal de Corumbá, Mundo Novo e Ponta Porã e ainda a do Aeroporto de Brasília. Juntamente com a arrecadação acumulada de 2018, a Equipe de Previsão e Análise da Arrecadação divulgou também os dados sobre as arrecadações fazendária e previdenciária de dezembro.
No último mês de 2018, a arrecadação fazendária da Delegacia de Anápolis somou R$ 310.889 milhões, contra R$ 250.640 milhões no mesmo mês de 2017, o que significa um crescimento de 24,04% ou uma arrecadação adicional de R$ 60.249 milhões. Já a arrecadação previdenciária passou de R$ 211.868 milhões em 2017 para R$ 219.367 milhões o ano passado, o que representa um aumento de 3,54% ou uma arrecadação adicional de R$ 7.499 milhões. Juntas, as duas arrecadações somaram R$ 530.267 milhões em dezembro, ante R$ 462.508 milhões no mesmo mês de 2017, significando um crescimento de 14,65%.

Ranking
O relatório da Equipe de Previsão e Análise da Arrecadação mostra que a Delegacia de Anápolis ficou na quinta posição entre as unidades da Receita Federal da 1ª Região Fiscal que mais arrecadaram em 2018. A liderança no ranking ficou com a Delegacia de Brasília, com uma arrecadação de 106.820 bilhões, um valor 10,76% inferior aos R$ 119.888 bilhões arrecadados em 2017.
A segunda posição no ranking ficou com a Delegacia de Goiânia, que arrecadou R$ 16.722 bilhões, ante R$ 15.918 bilhões no ano anterior, o que representou um crescimento de 5,05%. Na seqüência, vem a Delegacia de Cuiabá, com uma arrecadação de R$ 11.887 bilhões contra R$ 10.655 bilhões em 2017 e um aumento de 11,57% e a Delegacia de Campo Grande, que arrecadou R$ 5.722 bilhões ante R$ 5.336 bilhões no ano anterior, com um crescimento de receita de 7,23%.
A sexta posição ficou com a Delegacia de Palmas, que teve uma arrecadação acumulada (fazendária mais a previdenciária) de R$ 2.837 bilhões, contra R$ 2.572 bilhões em 2017, o que representou um incremento de 10,28%, vindo a seguir, a de Dourados, onde a arrecadação fazendária, mais a previdenciária, somou R$ 2.837 bilhões, ante R$ 2.572 bilhões, representando um crescimento de 15,09%, considerado o maior índice entre todas as unidades da Receita Federal da 1ª Região Fiscal.
No País, a liderança na arrecadação de 2018 ficou com 8ª Região, da qual faz parte, apenas, o Estado de São Paulo, com R$ 531.332 bilhões. A segunda posição ficou com a 7ª Região Fiscal, da qual fazem parte os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, que arrecadou R$ 203.178 bilhões e, em terceiro, a 1ª Região Fiscal, que inclui o Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins, com uma arrecadação de R$ 166.688 bilhões. Em todo o País, a arrecadação federal de 2018 somou R$ 1.398 trilhões, ante R$ 1.305 trilhões em 2017, o que representa 7,16% de crescimento.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Ferrovia Centro-Atlântica anuncia a retomada de operações em Anápolis

17/04/2019

Após dois anos da paralisação da Ferrovia Centro Atlântica no Município, chegará neste final de semana no Porto Seco um...

Continua a polêmica sobre mudanças na Delegacia da Receita em Anápolis

17/04/2019

A possibilidade de transformação da delegacia da Receita Federal de Anápolis em uma agência foi admitida ao Jornal CONTEX...

Pesquisa do Procon aponta variação de 102% no preço dos ovos de páscoa

17/04/2019

O consumidor que optar por presentear a família e os amigos com ovos de Páscoa terá que pesquisar para não sair no preju...

Goiás registra saldo positivo na balança comercial

17/04/2019

Goiás fechou o mês de março com balança comercial positiva pelo terceiro mês consecutivo neste ano. O saldo de US$ 291,2...