(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis é a cidade do Estado com mais vagas de emprego

Economia Comentários 21 de setembro de 2017

Em todo o Estado de Goiás, o número de vagas ofertadas por 33 das 36 unidades é de mais de 5,6 mil.


O Sistema Nacional de Emprego é uma instituição criada pelo Governo Federal, com objetivo de promover a interação entre pessoas na condição de desempregadas, que procuram do primeiro ao novo emprego e o empregador. O SINE atual, também, na inserção do cidadão no mercado de trabalho, supervisiona o pagamento do seguro desemprego, além de contribuir no desenvolvimento do Programa de Geração de Emprego, Trabalho e Renda (PROGER). Atualmente, o órgão é coordenado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, através da Secretaria de Politicas de Emprego e Salario.
Em Goiás ele conta, atualmente, com 58 unidades. Anápolis tem três delas, que oferecem trabalhos distintos, como o SINE /Setor Central, na Avenida Contorno nº 333 que opera na captação de vagas, seleciona os trabalhadores capacitados e qualificados os que atendem às exigências do mercado. Além de intermediar a mão de obra, postagem do seguro desemprego e o encaminhamento para cursos; o SINE/Vapt-Vupt especializada na intermediação de mão de obra, emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social, passaporte do idoso e postagem do Seguro Desemprego; Por ultimo, o SINE Rápido da Vila Jaiara, que presta os mesmos serviços que o SINE /Vapt-Vupt, exceto o Passaporte do Idoso.

Captação de vagas
Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados revelam que Anápolis é a cidade do Estado com mais vagas de emprego. De janeiro a julho deste ano, foram admitidas 19.686 pessoas, Foram demitidas 19.113. Milene Souza Mota, coordenadora da unidade de atendimento ao trabalhador, afirmou que “o motivo de tanta demissão é a falta de qualificação do candidato, porque, querendo ou não, com essa crise, o empregador está à procura de pessoas qualificadas. Às vezes, abre-se uma vaga, encaminhamos dez pessoas para concorrerem, mas na maioria dos casos, ninguém é selecionado pela falta de qualificação”, disse.
As unidades de atendimento ao trabalhador em Anápolis se empenham para promoverem a intermediação entre o cidadão desempregado e o empregador, que é o agente responsável pela disponibilidadedas vagas de emprego para preenchimento através de qualquer SINE. Porém, “ainda existem muitas empresas que não mantêm contato conosco. Precisamos dos contatos dos empregadores para divulgarmos as respectivas vagas”, explicou Milene. Para sustentar essa afirmação, o relatório de situação de produção de posto de atendimento do Ministério de Trabalho e Emprego, relata que no período de 01/01/2017 a 19/09/2017, a UATs coordenada por Milene Souza Mota registrou atendimento a 36.797 candidatos. Destes, 2.485 se inscreveram na unidade e 438 foram empregados. Segundo a coordenadora, o saldo é positivo.
Gracielle Costa de Castro 33, explica que “no dia 11 de setembro procurei a unidade da Avenida Contorno em busca de uma oportunidade de emprego. O atendimento foi excelente, eles me encaminharam para a empresa para participar do processo seletivo. Fui selecionada para a vaga e, hoje, estou a trabalhar. Atualmente sinto que minha autoestima aumentou porque agora posso ajudar à minha família financeiramente. Estou muito feliz”, afirma.

Autor(a): Paulino Martins

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Parcelamento de débitos até o dia 25

20/10/2017

A Gerência Especial de Processos e Cobrança da Secretaria de Estado da Fazenda alerta que vence na próxima quarta-feira, d...

Governo aponta alta de 60% em investimentos

20/10/2017

O Governo de Goiás investiu, nos primeiros oito meses deste ano, 60,24% a mais do que no mesmo período do ano passado. A in...

Secretário comemora mais um superávit da balança comercial

12/10/2017

Soja, milho e carnes foram os três principais produtos exportados por Goiás no mês de setembro. O saldo comercial manteve ...

Anápolis registra nova queda no número de empresas atuantes

12/10/2017

O número de empresas atuantes em Anápolis caiu de 9.565, em 2014, para 9.471, em 2015 (último levantamento oficial). São ...