(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ano letivo começa com 34 mil alunos na Rede Municipal de Ensino

Educação Comentários 20 de janeiro de 2017

Secretário da Educação garante que escolas estão prontas para o início das aulas a partir da próxima segunda-feira


Na próxima segunda-feira, 23, aproximadamente 34 mil estudantes da Rede Municipal de Ensino estarão a caminho das salas de aulas nas 61 unidades convencionais e nos 40 centros municipais de ensino (antigas creches) espalhados pelo centro, bairros e distritos administrativos. A grade curricular vai desde a pré-escola até o final do Ensino Fundamental, antiga 5ª Série. Há, ainda, outros nichos de aprendizado sob a responsabilidade da Prefeitura. As escolas prepararam uma programação especial de volta às aulas, com o objetivo de tornar o ambiente mais receptivo.
De acordo com o Secretário Municipal de Educação, Alex Martins, a princípio, não existem dificuldades preocupantes quanto à reabertura do calendário escolar. “Certamente que podem surgir alguns problemas pontuais dentro da normalidade do contexto, nenhum, entretanto, que possa chegar a comprometer o início das aulas”, destacou. O Secretário assegura que providências como a preparação da frota de ônibus encarregada do transporte escolar entre algumas unidades, assim como o estoque regulador de merenda escolar, foram tomadas antecipadamente.
Alex Martins destaca que algumas escolas necessitam de pequenos reparos, o que já foi providenciado. Mas, acrescenta que muitos dos prédios são antigos e carecem de adaptações, como a questão da mobilidade, acessos para estudantes com necessidades especiais e outras demandas que serão atendidas dentro de um cronograma estabelecido. Outra informação do Secretário é quanto ao recente chamamento de servidores aprovados em concursos recentes, com o objetivo de não se verificarem falhas no contingente destinado a atender as unidades.
O Secretário Municipal de Educação falou da demanda para os centros de educação infantil (antigas creches) e acrescentou que esta é uma realidade em todo o Brasil. Em Anápolis, cerca de mil crianças já são atendidas, mas ainda há uma grande procura, assunto que vai constar do programa municipal de ensino a partir de agora. Alex Martins destacou que, hoje, a Municipalidade abriga um contingente superior a cinco mil estudantes da faixa que seria de obrigação da Rede Estadual de Ensino, ao mesmo tempo em que tem uma carência de cinco mil vagas na faixa infantil, as antigas creches. “Mas, esta disparidade não pode prejudicar o estudantado. Vamos continuar atendendo da mesma forma e pretendemos aumentar as vagas com a construção de novos centros de educação infantil”, destacou.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

UEG aprova novos projetos de apoio ao empreendedorismo inovador

24/05/2018

Em reunião Plenária realizada no último dia 8, o Conselho Universitário da Universidade Estadual de Goiás aprovou novos ...

UniEVANGÉLICA se torna sede de Associação Internacional ligada à engenharia de aquecimento

17/05/2018

A partir de maio, a UniEVANGÉLICA será a sede da representação estudantil da ASHRAE (Associação Americana de Engenheiro...

Jovem aprovado para mestrado com “diagóstico” de empresa familiar

17/05/2018

O aluno Renato de Souza Gonçalves já conquistou muito em sua vida profissional. Como principal administrador de uma empresa...

Jovem aprovado para mestrado com “diagóstico” de empresa familiar

17/05/2018

O aluno Renato de Souza Gonçalves já conquistou muito em sua vida profissional. Como principal administrador de uma empresa...