(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ano começa com vários homicídios e casos de roubo

Violência Comentários 08 de janeiro de 2016

Polícia teve muito trabalho na primeira semana de 2016 e registrou crimes graves


O ano de 2016 começou com o registro de vários crimes contra a pessoa em Anápolis. Além de casos de roubo, agressões, lesões corporais e outros delitos, nos seis primeiros dias foram anotados quatro homicídios. Dois deles chamaram a atenção pelas circunstâncias em que aconteceram. Um movimentador de cargas foi morto a tiros e a família acusa policias militares pela autoria. Consta da ocorrência policial registrada às 18 horas e 30 minutos do dia 03, domingo, na Central de Flagrantes da Terceira Regional da Polícia Civil, que Ricardo Pereira Balbino, 23 anos, fora alvejado com tiros disparados por policiais militares que o perseguiam depois de ele haver fugido de uma abordagem, pilotando uma motocicleta. O irmão da vítima (Ricardo), Rodrigo Pereira Balbino, de 21 anos, que registrou o fato, disse aos policias de plantão que ele, Ricardo retornava do Hospital Municipal, onde estava prestando assistência a outro irmão, de nome Ronivon, quando deparou com a viatura. Ao empreender fuga, ele fora perseguido pelos policiais militares que efetuaram disparos, atingindo-o nas costas. Ainda, segundo Rodrigo, o irmão, já ferido, teria parado a moto e se rendido, mas, mesmo assim, foi baleado mais uma vez. Adianta o denunciante que os autores da perseguição e dos tiros foram embora com a chegada de outra viatura, cujos ocupantes, também policiais militares, isolaram a área. Ricardo, que morava no Residencial Itatiaia, não chegou a ser socorrido, pois morreu na hora. Ainda, segundo seu irmão Rodrigo, residências das proximidades onde aconteceu o fato têm câmeras de videomonitoramento, mas que ao solicitar cópias das filmagens, estas lhes foram negadas, sob a alegação de, pelo menos, uma moradora que se recusou a mostrar a imagens porque disse ter sido ameaçada pelos policiais.
Outro caso de homicídio aconteceu no centro da Cidade, na Rua Matilde Aidar, proximidades da Avenida Pedro Ludovico. Darci Alves Peixoto, 52 anos, foi morto dentro de casa. Sua filha, de nome Jeniffer, que registou a ocorrência no Plantão, disse que o pai havia se desentendido horas antes com um homem conhecido por Jean Carlos e que, no entrevero, chegou a ferir o desafeto em um dos braços. No meio da tarde este homem teria retornado e, em companhia de dois outros elementos, acabou por assassinar a seu pai com golpes de faca. Em seguida, o trio empreendeu fuga. O motivo da desavença teria sido um carrinho de vendedor ambulante que a enteada da vítima derrubara. A Polícia Civil, por intermédio do Grupo de Homicídios, está cuidando desses dois casos.
Roubos na rua
Além dos casos de homicídios, o Plantão Policial dos primeiros dias do ano registou grande quantidade de ocorrências relacionadas com roubos e furtos, tendo como vítimas pedestres e pessoas incautas, muitas das quais em trânsito pela região central da Cidade. Foi o caso de Régila de Souza, abordada por dois homens que ocupavam uma moto de cor cinza, nas proximidades de sua casa, no Bairro Paraíso. Ficou sem a bolsa cheia de pertences. Neste caso, a PM agiu rápido e encontrou os bandidos. Eram Lucas Borges e Lyndon Jhones Peixoto que foram enquadrados por Furto Qualificado. Estes dois elementos foram, também, os autores do assalto a Paulo Henrique Barbosa, quando levaram seu celular. A vítima os reconheceu diante dos policiais.
Já Vanessa de Moura foi assaltada nas proximidades do Quarto Batalhão de Polícia Militar por dois homens que levaram seu carro, um FIAT Siena de cor prata. O assalto aconteceu por volta de sete da noite. O menor de inicial J foi detido por um popular na BR 414, proximidades da entrada para o novo presídio. Ele era acusado de, em companhia de dois outros elementos, assaltar a duas irmãs que residem na região. Elas o reconheceram, mas os comparsas conseguiram fugir. Com o menor, a polícia encontrou algumas porções de maconha.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Anápolis aparece em relação das cidades mais violentas do Brasil

09/06/2017

Em 2015, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes de Anápolis, ficou em 40,9. Somada às Mortes Violentas com Causa Inde...

Governo diz que Goiás é um dos estados com menor índice criminal

09/06/2017

Os índices de criminalidade em Goiás apresentam queda sequenciada a partir de 2016. Na comparação entre janeiro e maio de...

Judiciário quer ações práticas para reduzir criminalidade em Anápolis

02/06/2017

A busca de soluções para o crescente aumento do índice de criminalidade em Anápolis foi debatida no final da tarde da úl...

Emanuelle Muniz e Emanuelle Ferreira: passageiras da agonia

04/05/2017

Emanuelle Muniz Gomes tinha 21 anos. Era transexual. Bela; extrovertida; meiga, alegre e filha carinhosa. Apesar da pouca ida...