(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis vai receber indústria de salgadinhos

Economia Comentários 21 de novembro de 2014

Anápolis vai receber uma unidade industrial da Roots Alimentos, empresa especializada na produção de batatas, salgadinhos e snacks (tira-gosto)


Anápolis vai receber uma unidade industrial da Roots Alimentos, empresa especializada na produção de batatas, salgadinhos e snacks (tira-gosto). Para oficializar a implantação do empreendimento, será assinado nesta sexta-feira,21, às 14 horas, no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, um protocolo de intenções entre o Governo de Goiás e representantes da indústria.
O investimento será de R$ 20 milhões. A expectativa é de sejam gerados 50 empregos diretos durante a realização das obras civis e de 2.140 novas vagas, quando a linha de produção entrar em operação, entre diretos e indiretos. A empresa vai se instalar em área de 20 mil metros quadrados, onde funcionará a sua linha de produção, o armazenamento e o comércio de gêneros alimentícios.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Metade do ano não foi boa para os negócios internacionais em Goiás

19/07/2018

Não foi dos melhores o fechamento do semestre da balança comercial de Anápolis. Os dados, que acabam de ser divulgados pel...

Exportações goianas batem recorde em seis meses

12/07/2018

Uma boa notícia para a economia de Goiás. As exportações do Estado, no primeiro semestre deste ano, bateram recorde e som...

Preço do combustível cai em Goiás e derruba pauta do ICMS

12/07/2018

Informações da Secretaria Estadual da Fazenda dão conta de que houve queda no valor médio dos combustíveis praticado nos...

Anapolinos pagam menos pela cesta básica, segundo o PROCON

05/07/2018

O custo médio da cesta básica em Anápolis apresentou redução de 5,9% em um mês, de acordo com levantamento apresentado ...