(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis sediará Grupo de Defesa Antiaérea

Segurança Comentários 07 de maro de 2015

Informação oficial da Força Aérea destaca que os treinamentos militares para operacionalizar o grupo já estão ocorrendo


Anápolis irá sediar o Terceiro Grupo de Defesa Antiaérea (3° GDAAE). Em julho de 2013, na edição de número 429, o Jornal Contexto trouxe uma reportagem com o comandante à época, o coronel aviador Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Júnior, em que o mesmo, naquela oportunidade, falava a respeito do projeto em estudo pela aeronáutica e que, agora, acaba de ser confirmado por fonte oficial da Força Aérea Brasileira (FAB).
De acordo com matéria publicada pela Agência Força Aérea, no site da instituição, a implantação do 3° GDAAE na Base Aérea de Anápolis irá ocorrer a partir do segundo semestre deste ano. A BAAN será também a primeira unidade da FAB a receber os aviões de caça Gripen NG, substitutos da frota de Mirages.
Ainda conforme a Agência Força Aérea, no mês passado, a equipe responsável pela implementação do 3° GDAAE inaugurou o simulador KONUS, que permite treinar os militares para o manuseio do Subsistema de Armas Antiaérea IGLA-S. A capacitação inclui um exercício de tiro real.
De origem russa, o simulador KONUS tem uma tela de projeção onde são simulados mais de vinte cenários em ambientes diversos e um sistema computadorizado que gera relatórios de eficiência dos atiradores. O simulador é composto de um tubo e de um mecanismo de lançamento que juntos somam 18,25kg, o mesmo peso do equipamento real.
Segundo o Comandante do Núcleo do 3° GDAAE, Major de Infantaria Flávio Schiatti, todas as Unidades de Tiro serão treinadas nesse simulador. “O KONUS vai permitir que sejam realizados os cursos e estágios necessários para o preparo operacional do nosso efetivo. Assim, o Terceiro Grupo de Defesa Antiaérea vai estar capacitado para cumprir sua missão de prover pronta resposta à defesa antiaérea da Base Aérea de Anápolis, onde estão importantes vetores aeroespaciais da FAB: atualmente, as aeronaves F-5M e, futuramente, os Gripen NG”, afirma o Major Schiatti.
O 3° GDAAE será o primeiro Grupo de Defesa Antiaérea a ser planejado para possuir duas baterias de defesa antiaérea, uma de curtíssimo alcance (até 6 km), com os mísseis portáteis IGLA-S, e outra de curto alcance (até 20km). O 1º Grupo, localizado em Canoas (RS), e o 2º Grupo, em Manaus (AM), operam somente baterias de curtíssimo alcance. (Com informações da Agência Força Aérea)

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Comitiva do Ministério da Ciência e Tecnologia visita a ALA 2

12/10/2017

Na última terça-feira,11, uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) visitou...

Implantação do Polo de Defesa poderá ter linha de crédito federal

12/10/2017

Resultado da reunião ocorrida na última terça-feira, 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o projeto de implantaç...

Fugas expõem fragilidade na segurança da Cadeia Pública

06/10/2017

No domingo, primeiro de outubro, quatro presos conseguiram escapar do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” ap...

ALA 2 começa a se preparar para receber os primeiros caças Gripen

08/09/2017

Denominada de Base Aérea de Anápolis até dezembro do ano passado e, a partir de então, de ALA 2, a unidade local da Forç...