(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis registra recorde na geração de empregos formais

Geral Comentários 27 de outubro de 2013

Um dos setores de maior destaque foi o da indústria de transformação, especialmente, os segmentos automotivo e de fármacos


Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), referente ao mês de setembro, mostram que Anápolis foi destaque em Goiás com o saldo positivo de 1.169 das 5.160 novas contratações registradas no Estado, o que representa mais de 22% dos empregos gerados nesse período. A cidade ficou atrás apenas da capital e à frente de municípios como Aparecida de Goiânia, Rio Verde e Catalão.
O resultado de Anápolis em setembro superou todos os meses de 2013, e em comparação com o mesmo período do ano passado, houve um aumento de 416 novos postos de trabalho. A cidade ainda se destaca no Centro-Oeste, pois Goiás mostrou o melhor desempenho na região, que também teve saldo positivo com um crescimento de 3,74%, enquanto a expansão verificada em todo o Brasil foi de 2,48%.
O destaque foi para a indústria da transformação – como por exemplo, os polos farmacêutico e automobilístico - que admitiu 1.709 trabalhadores, tendo como saldo positivo de 459 novos empregos no setor. Outros segmentos também apresentaram números relevantes de contratações. Para o comércio, foram contratados 1.310 novos profissionais; nos serviços, foram apresentadas 1.089 admissões; na construção civil, 575 novas admissões. Vale ressaltar que os números da construção civil não refletem a verdadeira situação da empregabilidade neste setor, já que grande parte destes trabalhadores atua de maneira informal.
Parte do bom resultado se deve à política desenvolvida no município para qualificação de mão de obra. O programa Qualificar, criado pela Prefeitura de Anápolis, oferece diversos cursos nas diferentes áreas, observando sempre as necessidades da população e a demanda da sociedade.
O programa visa não só a inserção no mercado de trabalho, mas a permanência promovendo sua constante qualificação profissional. Desde a sua criação, em 2009, quase 20 mil pessoas foram qualificadas através de parcerias com escolas de educação profissional ou pela própria Prefeitura de Anápolis. A expectativa para 2013 é profissionalizar ainda mais cidadãos.
Outro fator preponderante para os resultados na geração de emprego e renda são os investimentos em aparelhamento público. As iniciativas refletem na atração de mais empresas para Anápolis e mesmo na ampliação das já instaladas. O beneficio do crédito ao micro e pequeno empresário, política adotada pelo município, por meio do programa Anápolis aCredita, também influencia diretamente a geração de postos de emprego formal.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Cartões do Renda Cidadã estão no radar do MPF

20/04/2018

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO), por meio de sua Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), instaurou, na últi...

Memorial resgata parte da história do classismo e da economia local

20/04/2018

Um acontecimento casual levou à descoberta de um acervo importante para o resgate da história da Associação Comercial e I...

Mãe se diz punida, apenas, pelo seu inconformismo

20/04/2018

Desde a morte do filho, Paulo Gabriel Lopes Tonetto, ocorrida em novembro de 2014, quando o mesmo contava, então, com 24 ano...

PRF se engaja em campanha “Eu sou do bem, Eu sou de Deus”

20/04/2018

Na manhã da última quarta-feira, 18, mais um passo importante foi dado para tornar nacionalmente difundida a campanha “Eu...