(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Anápolis recebe prêmio Os 10 mais do PIB de Goiás

Economia Comentários 01 de maio de 2014

Município mantém-se há alguns anos como o segundo maior gerador de riquezas de Goiás, atrás, apenas, da Capital


Anápolis recebeu o prêmio Os 10 mais do PIB de Goiás 2014, durante solenidade em Goiânia, na última segunda-feira,28, promovida pela Organização Jaime Câmara e Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg). A cidade mantém-se em segundo lugar no ranking dos municípios goianos com maior Produto Interno Bruto (PIB), atrás apenas da capital, Goiânia, segundo dados divulgados em 2013, referentes ao ano de 2011.
A homenagem aos maiores do PIB de Goiás aconteceu no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), com a presença de cerca de 300 convidados, entre empresários, lideranças municipais e estaduais. O Prefeito João Gomes recebeu a premiação.
O prêmio concedido a Anápolis é um reconhecimento ao seu potencial econômico, confirmado pela ampliação de sua participação na produção das riquezas do Estado e por manter-se em segundo lugar no ranking dos municípios goianos com maior PIB. Os dados divulgados pela Secretaria do Planejamento e Desenvolvimento do Estado de Goiás (Seplan) mostram que o ganho de Anápolis foi de 0,6 pontos percentuais, passando de 10,3% em 2010, para 10,9% em 2011, decorrente do maior incremento da indústria e dos serviços. Em números concretos, Anápolis passou de R$ 10.059.578 para R$ 12.119.553.
Verifica-se, com base no documento da Seplan, que entre os três primeiros colocados no ranking – Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia –, Anápolis é a única que manteve alta no índice de crescimento, mesmo com contingente populacional inferior aos dos dois municípios. Goiânia e Aparecida registraram queda no índice de participação na economia do estado. Na capital, a taxa de 2011 foi de 24,9%, ante 25,1%, em 2010, e o mesmo cenário foi constatado em Aparecida que, em 2011 participou com 5,7% do PIB estadual, contra 5,3%, em 2010.
Dentre os três grandes setores da economia, serviços foi o de maior peso, com 51,3%, seguido da indústria, com 48,0% do valor agregado municipal e da agropecuária com 0,7%. O estudo econômico revela que Anápolis teve a segunda maior participação na área da indústria, com 15,4% do valor agregado estadual em 2011, obtendo 0,6 pontos percentuais de acréscimo na comparação com o ano 2010. O município ganhou participação devido ao avanço na indústria de transformação, destaque para o segmento da fabricação de automóveis. Também foi observado aumento na fabricação de medicamentos, produtos farmoquímicos, óleos vegetais em bruto e fabricação de artigos do vestuário.
No setor de serviços, as maiores participações foram observadas na atividade de comércio, com evidência para o comércio atacadista de medicamentos e de produtos alimentícios; e para o comércio varejista de automóveis. Ainda na atividade de serviços, houve aumento na participação do setor de transportes, serviços de informação, serviços prestados às empresas e atividades imobiliárias.
Apesar de se destacar nos setores de serviços e indústria, o município não abandona o seu potencial logístico e mantêm seu perfil de grande exportador para o restante do País. É também o terceiro maior em população do Estado, possui um setor industrial diversificado, principalmente no setor farmacêutico, além de sediar várias empresas de logística e do ramo de comércio atacadista.

Os 10 mais do PIB Goiano
Junto com Anápolis serão premiadas Goiânia, Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Catalão, Senador Canedo, Itumbiara, Jataí, Luziânia e São Simão. Em 2013, um dos setores que ajudaram a alavancar o PIB goiano, colocando o estado na 9ª posição entre as maiores economias do país, foi o agronegócio, daí a criação, nessa edição, do Prêmio Os 10 maiores do PIB Agropecuário de Goiás. Recebem a homenagem, nessa categoria, os seguintes municípios: Rio Verde, Jataí, Cristalina, Chapadão do Céu, Mineiros, Ipameri, Quirinópolis, Morrinhos, Montividiu e Catalão.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...